LD – 20/05/11 (6ª Feira)

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!
20/Mai/2011 (6ª Feira) – IV Semana da Páscoa
(branco – ofício do dia)
. . .

Vamos então nos preparar para a Leitura, orando juntos: Jesus Mestre, que dissestes: “onde dois ou mais estiverem reunidos em seu amor, eu aí estarei no meio deles”. Amém!

Por sua fidelidade ao Pai e por seus ensinamentos, Jesus deu cumprimento à promessa de salvação de Deus. Ele veio fazer morada entre nós e se apresenta a humanidade como o caminho, a verdade e a vida.

LEITURAS

Vamos fazer a Leitura dos Atos dos Apóstolos 13,26-33
Tu és o meu Filho, eu hoje te gerei

Naqueles dias, tendo chegado a Antioquia da Pisídia, Paulo disse na sinagoga: 26“Irmãos, descendentes de Abraão, e todos vós que temeis a Deus, a nós foi enviada esta mensagem de salvação. 27Os habitantes de Jerusalém e seus chefes não reconheceram a Jesus e, ao condená-lo, cumpriram as profecias que se leem todos os sábados. 28Embora não encontrassem nenhum motivo para a sua condenação, pediram a Pilatos que fosse morto. 29Depois de realizarem tudo o que a Escritura diz a respeito de Jesus, eles o tiraram da cruz e o puseram num túmulo. 30Mas Deus o ressuscitou dos mortos 31e, durante muitos dias, ele foi visto por aqueles que o acompanharam desde a Galileia até Jerusalém. Agora eles são testemunhas de Jesus diante do povo. 32Por isso, nós vos anunciamos este Evangelho: a promessa que Deus fez aos antepassados, 33ele a cumpriu para nós, seus filhos, quando ressuscitou Jesus, como está escrito no salmo segundo: “Tu és o meu filho, eu hoje te gerei”.

Vamos cantar o Salmo 2
Tu és meu Filho, eu hoje te gerei!

— Tu és meu Filho, eu hoje te gerei!
— “Fui eu mesmo que escolhi este meu Rei e em Sião, meu monte santo, o consagrei!” O decreto do Senhor promulgarei, foi assim que me falou o Senhor Deus: “Tu és meu Filho, e eu hoje te gerei!”           

— Podes pedir-me, e em resposta eu te darei por tua herança os povos todos e as nações, e há de ser a terra inteira o teu domínio. Com cetro férreo haverás de dominá-los, e quebrá-los como um vaso de argila!           
— E agora, poderosos, entendei; soberanos, aprendei esta lição: Com temor servi a Deus, rendei-lhe glória e prestai-lhe homenagem com respeito!

Vamos fazer a leitura . . .
. . .

. . . .

Vamos proclamar o evangelho de Jesus Cristo segundo João 14,1-6
Jesus é o Caminho, a Verdade e a Vida / Eu sou o caminho, a verdade e a vida

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 1“Não se perturbe o vosso coração. Tendes fé em Deus, tende fé em mim também. 2Na casa de meu Pai, há muitas moradas. Se assim não fosse, eu vos teria dito. Vou preparar um lugar para vós, 3e quando eu tiver ido preparar-vos um lugar, voltarei e vos levarei comigo, a fim de que onde eu estiver estejais também vós. 4E para onde eu vou, vós conheceis o caminho”. 5Tomé disse a Jesus: “Senhor, nós não sabemos para onde vais. Como podemos conhecer o caminho?” 6Jesus respondeu: “Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida. Ninguém vai ao Pai senão por mim”.

COMENTÁRIOS

Jesus Cristo nos disse: “Eu sou o CAMINHO…
Qual o CAMINHO que a Palavra diz para mim? Onde fundamento a minha espiritualidade? Há tantos métodos bons, baseados na Palavra de Deus. Importante é que tenha um que me leve a viver em Jesus Cristo, ou melhor, que eu deixe Jesus Cristo viver em mim. Os bispos, em Aparecida, disseram: “Jesus Cristo é o Filho de Deus verdadeiro, o único Salvador da humanidade. A importância única e insubstituível de Cristo para nós, para a humanidade, consiste em que Cristo é o caminho, a Verdade e a Vida. “Se não conhecemos a Deus em Cristo e com Cristo, toda a realidade se torna um enigma indecifrável; não há caminho e, ao não haver caminho, não há vida nem verdade”. No clima cultural relativista que nos circunda, onde é aceita só uma religião natural, faz-se sempre mais importante e urgente estabelecer e fazer amadurecer em todo o corpo eclesial a certeza de que Cristo, o Deus de rosto humano, é nosso verdadeiro e único salvador.” (DAp 22). (PAULINAS)

… a VERDADE…
Qual a VERDADE  que a Palavra me diz? Leio atentamente, na Bíblia, o texto: Jo 14,1-6, e observo Jesus volta a exortar à fé. E responde a uma pergunta de Tomé.   

Comentando este texto, o Bem-aventurado Tiago Alberione diz: “Estabelecer-se totalmente em Jesus Mestre Verdade (mente), Caminho (vontade) e Vida (sentimento); até chegar à suprema altura da nossa personalidade: eu que penso em Jesus Cristo, eu que amo em Jesus Cristo, eu que quero em Jesus Cristo; é o Cristo que pensa em mim, que ama em mim, que quer em mim”.   
Alberione fundamenta a espiritualidade da Família Paulina em Jesus Mestre Verdade, Caminho e Vida. (PAULINAS)

… e a VIDA”.
Qual a VIDA que o texto me leva a dizer a Deus? Pai, meu coração anseia por estar em comunhão contigo, em tua casa, lugar que Jesus preparou para mim. Que eu persevere sempre no caminho que me leva a ti. (PAULINAS)

Qual deve ser a minha VIDA e MISSÃO hoje?
Qual o meu novo olhar a partir da Palavra? Sinto-me discípulo/a de Jesus. Meu novo olhar é em busca do seguimento de Jesus Cristo, com este esquema:  

1) caminhando sobre as pegadas (adesão da vontade),         
2) escutando a sua doutrina (adesão da inteligência),          
3) vivendo no seu amor e na sua graça (adesão do coração e do espírito). (PAULINAS)

REFLEXÕES

CASA E CAMINHO        
Como é característico do evangelho de João, a palavra de Jesus é dirigida aos discípulos e, também, às comunidades do evangelista. Neste texto as palavras-chave são casa e caminho. São também palavras-chave na primeira e na segunda parte do evangelho de Marcos. Jesus exorta os discípulos à fé firme nele e no Pai, que são um. Estão perturbados diante do anúncio de separação feito por Jesus. As comunidades de João também estão perturbadas, sem a presença visível de Jesus, diante das agressões vindas da sinagoga. O “ir”, “voltar” e “levar” não é uma trajetória entre o céu e a terra. É a trajetória dos discípulos na história. Com a ida de Jesus, os discípulos sentem-se sós e amedrontados. Com a força do Espírito Santo, que atualiza a presença de Jesus, os discípulos seguem o caminho da missão. Eles retomam a experiência que tiveram ao seguir Jesus em seu ministério. Pelo amor e pela misericórdia vividos na missão e nas comunidades os discípulos são levados por Jesus à comunhão na casa do Pai.  
Jesus é o caminho, a verdade e a vida. É por ele que se vai ao Pai. (PAULINAS)

NÃO SE PERTURBE!   
O discípulo do Ressuscitado vê-se confrontado com duas situações que, se mal compreendidas, poderão ser causa de perturbação. Por um lado, tem diante de si um projeto, cujas exigências e consequências são preocupantes: pautar a própria vida pelo ideal do Reino, num mundo hostil e refratário ao amor, tem um preço a ser pago. Por outro lado, o discípulo pergunta-se pelo fim de tudo isto, pela meta para onde caminha. O sentido da caminhada e o ânimo com que ela é feita, dependem de uma certa lucidez. Caso contrário, o discípulo deixar-se-á vencer pelo desânimo.      

Jesus tomou a iniciativa de tranquilizar os discípulos, apelando para a fé: “Assim como vocês acreditam em Deus, acreditem também em mim”. Suas palavras elucidavam as dúvidas que povoavam o coração deles. Acolhidas na fé, essas palavras surtiriam o efeito tranquilizador desejado.
Para os discípulos, abriu-se uma perspectiva de comunhão escatológica com o Pai. Simbolicamente, Jesus referiu-se à casa com muitas moradas. O vocábulo casa evoca afeto, convivência, intimidade. As muitas moradas significam a disposição do Pai para acolher a todos, sem exceção. Quem chegar na casa do Pai, será recebido por ele.      
Esse lugar de acolhida será preparado por Jesus, o qual precederá os seus discípulos. Com uma tal certeza, pode-se deixar de lado todo receio. Basta seguir o caminho aberto por Jesus. (DOM TOTAL)

O CONFORTO PARA A ALMA ESTÁ EM JESUS CRISTO
Antes de Sua partida para o céu, Jesus confortou Seus discípulos para que não se preocupassem. O mesmo Ele faz neste Evangelho de hoje: Cristo nos dirige palavras de conforto diante das tantas dificuldades pelas quais passamos: situações de traição, abandono, desconfiança, injustiças, calúnias, fofocas, doenças, desemprego, complicada situação financeira. Ele revela que jamais nos abandona.
O nosso Deus é um Deus presente. É preciso viver a certeza de que Ele está no meio de nós, dando-nos forças e coragem para que a cada dia avancemos seguindo rumo à meta. Sabemos que o caminho é duro demais. E, muitas vezes, parece “não ter fim”. Então, achamos que o melhor a ser feito é sentar e desistir. Todavia, meu filho, minha filha, o mérito, a vitória e o segredo, ou seja, o trunfo de tudo isso está em saber que, enquanto caminhamos, deve-se ecoar dentro de nós as santas palavras de Jesus: “Não se perturbe o vosso coração. Creiam em Deus e creiam também em mim”.
Com Jesus e por Jesus somos mais do que vencedores. O Senhor é a única solução em nossa vida. Ele é o caminho que nos conduz à casa do Seu e nosso Pai. Quero relembrar a figura da porta: Jesus é a porta de entrada para a casa do Pai.
Se com fé, confiança e perseverança você clamar por Jesus, Ele virá erguê-lo ainda que você se encontre “no fundo do poço”, pois com o Senhor e pela força da oração tudo pode ser mudado.
Isto não são falácias nem sofismas. Quem nos garante é o próprio Cristo: “Quando eu for e preparar um lugar para vocês, voltarei e os levarei comigo para que onde eu estiver vocês estejam também”.
Na dúvida de São Tomé, Jesus já respondeu a minha e a sua dúvida. Portanto, creia! Professe a sua fé n’Ele, que é “o Caminho, a Verdade e a Vida” e que nos conduz até Deus, nosso Pai. (HOMILIA DIÁRIA)

VOU PREPARAR-VOS UM LUGAR
Embora convocasse os discípulos para se empenharem na prática do amor e da justiça, Jesus lhes descortinava, também, um horizonte para além dos limites da História. Ele lhes propunha uma meta a ser alcançada no fim da peregrinação terrena: a casa do Pai, com muitas moradas, espaço de acolhida para todos.
As palavras do Mestre visam estimular os discípulos a seguirem em frente, sem se deixarem abater pelas adversidades. Mas, seria injusto considerá-las como incentivo à passividade e à alienação. Elas só têm sentido para o discípulo que se lança à ação.
A meta da caminhada dos discípulos é a comunhão plena e eterna com o Pai. Comunhão esta preparada pela morte e ressurreição de Jesus que, desta forma, os precede e lhes promete ter para sempre consigo, na casa paterna.
O caminho para se chegar à casa do Pai é o próprio Jesus, que se definiu “Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida”. Jesus é o Caminho na medida em que é a Verdade pela qual a Vida é comunicada a quem o escolhe para chegar ao Pai. A casa do Pai é alcançada na medida em que o discípulo pauta seu agir pela Verdade proclamada por seu Mestre. E assim usufrui a Vida cuja plenitude encontra-se no término do Caminho, que é o mesmo Jesus. Importa apenas que o discípulo siga fielmente esse Caminho que é guia seguro para se chegar à casa do Pai. (MUNDO CATÓLICO)

EU SOU O CAMINHO, A VERDADE E A VIDA
Jesus está prestes a concluir a missão para a qual foi enviado pelo Pai e sabe que a sua presença histórica no meio dos homens está perto do fim. Por isso, ele inicia a preparação dos apóstolos para que reconheçam a sua nova forma de ser presença na vida das pessoas, assim como para receberem o Espírito Santo e serem conduzidos por ele na sua missão evangelizadora. Jesus inicia esta preparação mostrando aos discípulos que ele jamais os abandonará, mas irá preparar um lugar para onde ele mesmo conduzirá todas as pessoas que ele ama a fim de conviverem eternamente com ele. (A PALAVRA DE DEUS NA VIDA)

EU SOU O CAMINHO, A VERDADE E A VIDA
Aquele que volta propositada e completamente os olhos para Cristo ao vê-Lo pregado na cruz, com fé, esperança e caridade, devoção, admiração, regozijo, reconhecimento, elogio e júbilo, esse celebra a Páscoa com Ele, ou seja, põe-se a caminho para atravessar o Mar Vermelho graças à bengala da cruz (cf Ex 14,16). Ao deixar o Egito, entra no deserto para aí provar o «maná escondido» (Ap 2,17) e repousar com Cristo no túmulo, exteriormente como morto, mas experimentando – na medida em que os seus progressos lho permitem – o que foi dito na cruz ao malfeitor companheiro de Cristo: «Hoje mesmo estarás coMigo no Paraíso» (Lc 23,43). […]     

Nesta travessia, se queremos ser perfeitos, importa abandonar toda a especulação intelectual. Qualquer ponta de desejo deve ser transportada e transformada em Deus. Eis o segredo dos segredos, que «ninguém conhece exceto aquele que o recebe» (Ap 2,17). […] Se procuras saber como é que isto se produz, interroga a graça e não o saber, a tua aspiração profunda e não o teu intelecto, o gemido da tua prece e não a tua paixão pela leitura. Interroga o Esposo e não o professor, Deus e não o homem. (EVANGELHO QUOTIDIANO)

EU SOU O CAMINHO, A VERDADE E A VIDA
As dúvidas e incertezas daqueles que querem seguir Jesus, mas não vê com clareza o caminho, são condensadas na pergunta de Tomé: “Não sabemos aonde vais, como podemos conhecer o caminho?” E isso porque Tomé teve a oportunidade de conviver com Jesus, não sabemos exatamente por quanto tempo, mas sabemos que é um dos Doze.       

A pergunta reflete, então, a situação da comunidade de João; tem referências de Jesus, porém no momento definitivo ficam as dúvidas: até onde devemos ir? O que devemos fazer? João lhes garante que Jesus é o verdadeiro caminho, ele é a própria verdade, e é a vida.     
Também é possível que nós, algumas vezes, tenhamos sentido desconcerto e até desorientação; é que há tantos “profetas” e “messias” em nosso tempo, talvez mais atrativos que o próprio Jesus; mas para onde conduzem?     Logo, para nós vale a mesma resposta de Jesus a Tomé: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida”. Roguemos para que sempre nos mantenhamos nesse caminho; que nunca nos afastemos dessa verdade’. (LITURGIA DIÁRIA COMENTADA)

EU SOU O CAMINHO, A VERDADE E A VIDA. NINGUÉM VAI AO PAI SENÃO POR MIM
Hoje, nesta sexta-feira da IV semana da Páscoa, Jesus nos convida à calma. A serenidade e a alegria fluem como um rio de paz, desde o seu Coração ressuscitado até o nosso, agitado e inquieto, muitas vezes sacudido por um ativismo tão febril como estéril.
São os nossos tempos de agitação, nervosismo e estresse. Tempos nos quais o pai da mentira infectou as inteligências dos homens, fazendo-os chamar bem ao mal e mal ao bem, tomando luz por obscuridade e obscuridade por luz, semeando em suas almas a dúvida e o ceticismo que nelas queimam todo broto de esperança em um horizonte de plenitude que o mundo, com suas adulações, não sabe nem pode dar.
Os frutos de tão diabólica empresa ou atividade são evidentes: a falta de sentido e a perda de transcendência que se apoderaram de tantos homens e mulheres que não apenas se esqueceram, mas também se extraviaram do Caminho, porque o desprezaram antes. Guerras, violências de todo gênero, intransigência e egoísmo diante da vida (anticoncepção, aborto, eutanásia…), famílias destruídas, juventude “desnorteada”, e um grande etecetera, constituem a grande mentira sobre a qual se sustenta boa parte do triste andaime da sociedade de tão alardeado “progresso”.
No meio de tudo, Jesus, o Príncipe da Paz, repete aos homens de boa vontade, com sua mansidão infinita: «Não se perturbe o vosso coração! Credes em Deus, crede também em mim» (Jo 14, 1). À direita do Pai, ele acalenta, como um benévolo sonho de sua misericórdia, o momento de ter-nos junto a ele, «a fim de que, onde eu estiver, estejais vós também» (Jo 14, 3). Não podemos nos escusar como Tomé. Nós sabemos o caminho. Nós, por pura graça, conhecemos, sim, a senda que conduz ao Pai, em cuja casa há muitas moradas. No céu nos espera um lugar que ficará para sempre vazio se não o ocuparmos. Aproximemo-nos, pois, sem temor, com ilimitada confiança de Aquele que é o único Caminho, a irrenunciável Verdade e a Vida em plenitude. (EVANGELI)

. . .
. . . . (ABC DA CATEQUESE)

. . .
. . . . (CATEQUESE CATÓLICA) 

ORAÇÕES DO DIA

Apenas para que todos tenham conhecimento, a partir de hoje estarei também colocando as ORAÇÕES DO DIA, conforme pedido da nossa amiga, sobrinha e Ministra Extraordinária da Sagrada Comunhão DANIELA LUZIA FERREIRA! Que Deus continue lhe abençoando e obrigado por esta sugestão.

1ª ORAÇÃO DO DIA: COLETA         
Deus, a quem devemos a liberdade e a salvação, fazei que possamos viver por vossa graça e encontrar em vós a felicidade eterna, pois nos remistes com o sangue do vosso Filho. Que convosco vive e reina, na unidade dói Espírito Santo.

2ª ORAÇÃO DO DIA: PRECE DA ASSEMBLEIA          
— Senhor, ouvi-nos e atendei-nos!
— A fim de que a Igreja seja fortalecida em seu trabalho apostólico e missionário, peçamos.
— A fim de que as autoridades se deixem guiar pela justiça e pelo bem comum, peçamos.
— A fim de que sejamos caridosos com os que mais sofrem e atentos às suas necessidades, peçamos.
— A fim de que os jovens alicercem sua vida em valores humanos e cristãos, peçamos.
— A fim de que, neste mês mariano, recorramos com maior confiança à intercessão de Maria, peçamos.

3ª ORAÇÃO DO DIA: SOBRE AS OFERENDAS
Acolhei, ó Deus, com bondade, as oferendas da vossa família e concedei-nos, com o auxílio da vossa família e concedei-nos, com o auxílio da vossa proteção, sem perder o que nos destes, alcançarmos os bens eternos. Por Cristo, nosso Senhor.

4ª ORAÇÃO DO DIA: DEPOIS DA COMUNHÃO          
Guardai, ó Deus, no vosso constante amor, aqueles que salvastes, para que, redimidos pela paixão do vosso Filho, nos alegremos por sua ressurreição. Por Cristo, nosso Senhor.

Anúncios
Esse post foi publicado em Religião. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s