LD – 06/06/11 (2ª Feira)

Vamos então nos preparar para a Leitura, orando juntos: Jesus Mestre, que dissestes: “onde dois ou mais estiverem reunidos em seu amor, eu aí estarei no meio deles”. Amém!

06/Jun/2011 (2ª Feira) – VII Semana da Páscoa
. . .
(branco, prefácio da Ascensão – ofício da III semana)

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!

LEITURAS

Leitura dos Atos dos Apóstolos 19,1-8        
(Vós recebestes o Espírito Santo quando abraçastes a fé?)
1Enquanto Apolo estava em Corinto, Paulo atravessou as re­giões montanhosas e chegou a Éfeso. Aí encontrou alguns discípulos e perguntou-lhes: 2“Vós rece­bestes o Espírito Santo quando abraçastes a fé?” Eles responderam: “Nem sequer ouvimos dizer que existe o Espírito Santo!” 3Então Paulo perguntou: “Que batismo vós recebestes?” Eles responderam: “O batismo de João”. 4Paulo disse-lhes: “João administrava um batismo de conversão, dizendo ao povo que acreditasse naquele que viria depois dele, isto é, em Jesus”. 5Tendo ouvido isso, eles foram ba­tizados no nome do Senhor Jesus. 6Paulo impôs-lhes as mãos e sobre eles desceu o Espírito Santo. Começaram então a falar em línguas e a profetizar. 7Ao todo, eram uns doze homens. 8Paulo foi então à sinagoga e, durante três meses, falava com toda convicção, discutindo e procurando convencer os ouvintes sobre o reino de Deus. — Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial (Salmo 67(68))
Reinos da terra, cantai ao Senhor.
— Eis que Deus se põe de pé, e os inimigos se dispersam! Fogem longe de sua face os que odeiam o Senhor! Como a fumaça se dissipa, assim também os dissipais, como a cera se derrete, ao contato com o fogo, assim pereçam os iníquos ante a face do Senhor!         

— Mas os justos se alegram na presença do Senhor; rejubilam satisfeitos e exultam de alegria! Cantai a Deus, a Deus louvai, cantai um salmo a seu nome! O seu nome é Senhor: exultai diante dele!    
— Dos órfãos ele é pai, e das viú­vas protetor; é assim o nosso Deus em sua santa habitação. É o Senhor quem dá abrigo, dá um lar aos deserdados, quem liberta os prisioneiros e os sacia com fartura.

Leitura . . . 
. . .
. . . — Palavra do Senhor.

Proclamação do evangelho de Jesus Cristo segundo João 16,29-33           
(Tende coragem! eu venci o mundo!)
Naquele tempo, 29os discípulos disseram a Jesus: “Eis, agora falas claramente e não usas mais figuras. 30Agora sabemos que conheces tudo e que não precisas que alguém te interrogue. Por isto cremos que vieste da parte de Deus”. 31Jesus respondeu: “Credes agora? 32Eis que vem a hora – e já chegou – em que vos dispersareis, cada um para seu lado, e me deixareis só. Mas eu não estou só; o Pai está comigo. 33Disse-vos estas coisas para que tenhais paz em mim. No mundo, tereis tribulações. Mas, tende coragem! Eu venci o mundo!”. — Palavra da Salvação

COMENTÁRIOS

Jesus Cristo nos disse: “Eu sou o CAMINHO…
Qual o CAMINHO que a Palavra diz para mim? Às vezes, também eu entendo a proposta de Jesus, sei quais são os caminhos de Deus, mas não os consigo viver no dia a dia. Quero renovar a fé de que “o Pai está comigo” e, ciente de que Jesus venceu, eu também terei a vitória sobre qualquer mal. Penso também, com os bispos na Conferência de Aparecida, na unidade dos cristãos: “Os discípulos de Jesus são chamados a viver em comunhão com o Pai (1 Jo 1,30 e com seu Filho morto e ressuscitado, na “comunhão no Espírito Santo” (1 Cor 13,13). O mistério da Trindade é a fonte, o modelo e a meta do mistério da Igreja: “um povo reunido pela unidade do Pai do Filho e do Espírito”, chamado em Cristo “como sacramento ou sinal e instrumento da íntima união com Deus e da unidade de todo o gênero humano”. A comunhão dos fiéis e das Igrejas locais do Povo de Deus se sustenta na comunhão com a Trindade.” (DAp 155). (PAULINAS)

… a VERDADE…
Qual a VERDADE que a Palavra me diz? Leio atentamente, na Bíblia, o texto: Jo 16,29-33, e observo os discípulos dialogando com Jesus. Os ensinamentos de Jesus estão sendo assimilados aos poucos pelos discípulos. O Mestre sabe que, apesar disso, os seus mais próximos seguidores, se dispersarão, o abandonarão na hora mais decisiva de sua vida, a sua Paixão. Os discípulos entendem intelectualmente, mas na hora de demonstrar isto, na prática, abandonam Jesus. Mas, Ele, prevendo esta fraqueza, os anima, dizendo-lhes que mesmo na deserção dos amigos, Deus não o abandonará: “O Pai está comigo”. E adianta-lhes: “vocês vão sofrer, mas tenham coragem. Eu venci o mundo”. (PAULINAS)

… e a VIDA”.
Qual a VIDA que o texto me leva a dizer a Deus? Pai, fica comigo, assim como estiveste com Jesus, e sê meu protetor quando se levantarem contra mim as forças hostis a teu Reino. E que eu seja capaz de vencê-las!. (PAULINAS)

Qual deve ser a minha VIDA e MISSÃO hoje?
Qual o meu novo olhar a partir da Palavra? Sinto-me discípulo/a de Jesus. Meu novo olhar, como o da minha Igreja, é ecumênico: “A compreensão e a prática da eclesiologia de comunhão nos conduz ao diálogo ecumênico. A relação com os irmãos e irmãs batizados de outras Igrejas e comunidades eclesiais é um caminho irrenunciável para o discípulo e missionário, pois a falta de unidade representa um escândalo, um pecado e um atraso do cumprimento do desejo de Cristo: “para que todos sejam um, como tu, Pai, estás em mim e eu em ti. E para que também eles estejam em nós, a fim de que o mundo acredite que tu me enviaste” (Jo 17,21) (DAp 227). (PAULINAS)

REFLEXÕES

PERCEBER A PRESENÇA DE JESUS NOS POBRES E EXCLUÍDOS 
Jesus, percebendo as dúvidas dos discípulos, esclarecera-os quanto à sua fala sobre ausência e o seu retorno. Os discípulos, em um momento de entusiasmo, dizem ver que Jesus, como que dotado de clarividência divina, conhece tudo e até as perguntas que lhe querem fazer e afirmam acreditar que Jesus saiu de junto de Deus. Jesus questiona-lhes esta fé que se confessa diante de manifestações de poder. São dois caminhos opostos: o do messias poderoso e o caminho da cruz. O messias significa a competição neste mundo de poder. O caminho da cruz, seguido por Jesus, significa a solidariedade e o serviço aos pobres oprimidos e explorados, que suscita a repressão violenta dos poderosos. Jesus faz, então, a previsão de seu abandono pelos discípulos. Porém deixa suas palavras que comunicam paz e coragem. Em um mundo que provoca aflições, os discípulos, com coragem, podem confiar em Jesus que venceu este mundo pelo amor. A fé não se confirma pelas manifestações de poder, mas pelas manifestações de amor principalmente entre os pequeninos e fracos. O grande ato de fé é perceber a presença de Jesus entre os pobres e excluídos comunicando-lhes e sustentando lhes a vida. (PAULINAS)

TENHAM CONFIANÇA! 
Os discípulos, nem de longe, podiam imaginar o futuro que teriam pela frente. Intelectualmente, deram mostras de ter entendido os ensinamentos de Jesus, chegando mesmo a proclamar sua condição de enviado de Deus. E depois, quando se apresentasse a ocasião de dar testemunho público desta verdade, estariam preparados para tal desafio? O Mestre não tinha nenhuma dúvida a este respeito. Ao chegar a hora de se declararem discípulos seus, haveriam de debandar e deixá-lo sozinho. Triste constatação para quem se julgava sintonizado com Jesus!     

O realismo do Mestre não lhe permite desesperar, por causa disto. Embora sabendo que seria vítima do abandono do grupo escolhido e preparado por levar adiante sua missão, exorta-o à confiança.     
Seguros quanto ao poder de Jesus sobre o mundo, os discípulos se julgavam em condições de enfrentá-lo, sem temer suas investidas e ameaças de morte. O gesto mesquinho da fuga poderá ser irrelevante, se forem capazes de retomar o projeto do Senhor e levá-lo destemidamente adiante. 
A morte e a ressurreição de Jesus significam sua vitória sobre o mundo, e a desarticulação dos esquemas mundanos. Quem se confia ao Ressuscitado, apesar da ferocidade do inimigo, pode estar certo de que irá vencê-lo. A vitória de Jesus sobre o mundo foi definitiva. (DOM TOTAL)

CONFIAR É ENTREGAR-SE A DEUS SEM RESERVAS     
“No mundo sofrereis tribulações. Mas tende fé, coragem! Eu venci o mundo!” É a ‘chave de ouro’ do Evangelho de hoje. Jesus vê chegar a Sua hora do triunfo final do bem sobre o mal deste mundo, da vida sobre a morte. E, por isso, fala abertamente aos Seus discípulos que reconhecem o fato, mas, infelizmente, não sob o mesmo ponto de vista d’Ele. Assim, vendo a fraqueza, a debilidade e a limitação dos discípulos em apreender a Sua mensagem – apesar dos três anos de caminhada com o Mestre da Vida – alerta-os sobre o que irá acontecer: “Eis que vem a hora em que vos dispersareis, cada um para o seu lado e me deixareis só”.
Que hora é essa? Jesus faz alusão ao processo da Sua Paixão e Morte. Abandonado por todos os Seus, Ele é condenado, pregado na cruz e morre entre ladrões, deixando-se passar por criminoso mais temido do mundo, até mesmo por Barrabás.
Mas, porque Ele não está sozinho, – Seu Pai é testemunha ocular da Sua fidelidade, garra e coragem – ao terceiro dia ressuscita dos mortos e dá definitivamente por vencida a morte. Foi pela fidelidade, confiança e esperança no Deus presente em Sua vida que Cristo jamais desanimou diante de Seus algozes. Como bom atleta que se prepara para uma maratona, observou as regras com disciplina. Como bom soldado soube ser perseverante e como excelente camponês trabalhou duramente e, no final, veio a bonança, o triunfo e a vitória.
Este mesmo Jesus, que tem por perto o Seu Pai, também está perto de mim e de você, meu irmão. Ele sonda os nossos passos e, assim como Ele confiou a Seu Pai – e foi atendido -, assim seremos nós se a Ele confiarmos a nossa causa! Precisamos confiar plenamente em Cristo, que venceu o mundo por Sua fidelidade ao Pai e por Sua Ressurreição.
Confiar é entregar-se a Ele sem reservas e por Ele deixar-se guiar. Ele é a luz que ilumina nosso caminhar, muitas vezes obscuro e difícil. Virá a hora da tristeza, da angústia. Mas ela não prevalecerá sobre nós! A glória que Deus nos reserva é imensamente grande. É incomparável!
Por Cristo e com Cristo não há situação sem solução. Todos os obstáculos são resolvidos. As contas nos cartórios são sanadas. As dívidas pagas. Problemas grandes ou pequenos se convertem em realizações, felicidade e alegria. O único elemento que Ele exige de mim e de você é: “Tende fé, coragem! Se assim for, como Eu venci o mundo – diz o Senhor – vós também comigo sereis vencedores porque Eu estou convosco até a consumação dos séculos”.
Fica comigo, Jesus! Sê meu protetor quando se levantarem contra mim as forças hostis ao Seu Reino. E que eu seja capaz de vencê-las! Amém. (HOMILIA DIÁRIA)

EU VENCI O MUNDO!
O mundo, entendido como força de oposição a Jesus e empecilho para a realização de sua obra, está em contínuo conflito com o Filho de Deus. Em todo o seu ministério houve uma luta ininterrupta com o mundo.
Desde o início, este procurou desconhecer a Palavra revelada por Jesus. Também cultivou um terrível ódio contra ele, porque desmascarava a malícia de suas obras. O mundo maquinou a morte de Jesus, arregimentando todos os inimigos e tentando convencê-los de que o Mestre era um blasfemo e inimigo da nação. Ademais, o mundo assumiu a postura ridícula de reconhecer o imperador romano como rei, porque isto lhe convinha para confirmar a sentença capital contra o enviado de Deus.
O mundo encarna o poder das trevas, da morte, da mentira e do pecado. Por isso, não podia chegar a um acordo com quem era luz e tinha por missão gerar vida e verdade e, assim, fazer a graça divina jorrar sobre toda a humanidade. Mas, a cegueira apossou-se do mundo, impedindo-o de chegar à verdade. Sua auto-suficiência fê-lo desprezar a oferta divina de salvação, proclamada pelo Filho de Deus.
Jesus tem consciência de ter vencido o mundo, embora tivesse de passar pela morte de cruz. Sua vitória resultou da ação conjunta com o Pai. Afinal, ao se levantar contra Jesus, o mundo se insurgia contra o próprio Deus. Seria ingenuidade ter a pretensão de vencê-los!. (MUNDO CATÓLICO 5)

EU VENCI O MUNDO
Muitas vezes proclamamos com orgulho a nossa fé e procuramos vivê-la da melhor forma possível através da prática da caridade e da participação na vida comunitária. Mas seria um grande engano acreditarmos que estamos prontos para vencer todos os desafios que poderão ser propostos para a nossa fé. Os discípulos acreditaram em Jesus, no entanto fraquejaram diante da cruz. Nós devemos ter consciência que Jesus venceu o mundo, mas nós não o vencemos, e nem poderemos vencê-lo. A vitória sobre o mundo é obra de Jesus, temos que acreditar nisso e participar da sua obra para que, com ele, também nós sejamos vencedores. (A PALAVRA DE DEUS NA VIDA)

ANUNCIEI-VOS ESTAS COISAS PARA QUE, EM MIM, TENHAIS A PAZ
«Deixo-vos a paz, deixo-vos a Minha paz» (Jo 14,27). Mas de que nos serve saber que esta paz é boa, se não cuidamos dela? O que é muito bom é, habitualmente, frágil; e os bens preciosos reclamam maiores cuidados e uma proteção mais atenta. Muito frágil é a paz, que pode ser perdida por uma palavra ligeira ou uma ferida mínima feita a um irmão.   

Ora, nada agrada mais aos homens do que falarem fora de propósito e ocuparem-se com o que não lhes diz respeito, proferirem discursos vãos e criticarem os ausentes. Portanto, que os que não podem dizer: «Deus meu Senhor deu-me língua de discípulo para que eu saiba dizer ao abatido uma palavra de alento» (Is 50,4) se calem; se disserem uma palavra, que seja uma palavra de paz. […] «A caridade é o pleno cumprimento da Lei» (Rom 13,10); que o nosso bom Senhor e Salvador Jesus Cristo, o autor da paz e o Deus do amor, Se digne inspirar-nos. (EVANGELHO QUOTIDIANO)

CORAGEM. EU VENCI O MUNDO. CONFIE EM DEUS 
Eis que vem a hora – e já chegou – em que vos dispersareis, cada um para seu lado, e me deixareis só. Mas eu não estou só; o Pai está comigo.
R
eparou que acontece a mesma coisa com os pais?  Os filhos se casam, se dispersam e os pais no entardecer da  vida se veem sozinhos em casa, a qual fica grande e tristemente silenciosa com a falta dos filhos. Não mais aquela agitação, não mais a correria para não se atrasarem, nem as brigas ou discussões porque um usou o desodorante do outro, nada mais. Só silêncio! O relógio continua debitando as horas que ainda restam de vida na Terra.
Mas eu não estou só; o Pai está comigo, disse Jesus. Meus irmãos. Não existe solidão se estamos na companhia de Jesus. Naquele momento em que todos saem de casa, cada um vai cuidar da sua vida, e você que já está no fim da vida não pode atrapalhar ninguém, não pode exigir que não lhe deixem só. Mas você não está só. Ou está?  Porque se você está com Deus, com o Espírito Santo e com Jesus, não pode haver sentimento de solidão. Pelo contrário, a sua pessoa está na melhor companhia que pode haver.
“No mundo, tereis tribulações. Mas, tende coragem! Eu  venci o mundo!’  Sem Deus, as tribulações do mundo são difíceis de serem suportadas. Com Deus, tudo tem solução, tudo é suportável.  Todos temos problemas. A diferença é que quem não está com Deus, vai se afundando cada vez mais nos problemas existenciais, de forma que até parece uma areia movediça, que quanto mais a pessoa se mexe, mas afunda nela. Ao contrário, aquele ou aquela que está com Deus, que permitiu que Jesus governe a sua vida, também terá problemas, porém, contará com a ajuda de Deus na solução dos mesmos.
Jesus não engana seus discípulos quanto aos problemas que irão enfrentar neste mundo. Porém, Ele promete o Espírito Santo defensor e protetor, e hoje nos diz para termos coragem, pois ele venceu o mundo. Isto significa que se Ele venceu o mundo, quem confiar nele também vencerá as adversidades deste mundo.
Caro leitor: diante das dificuldades em vez de xingar, de blasfemar, de se revoltar, de partir para a violência, recorra ao poder infinito de Deus através da oração. Peça com fé e você vai receber as graças que mais está precisando para atravessar aquele túnel da sua vida. Não há mal que perdure, tudo são fases, e Jesus terá a alegria de atender os seus pedidos de socorro. Portanto, não fique aí parado(a), vai logo falar (rezar) com Ele. (LITURGIA DIÁRIA COMENTADA)

MAS TENDE CORAGEM! EU VENCI O MUNDO  
Hoje podemos ter a sensação de que o mundo da fé em Cristo se debilita. Existem várias notícias que vão contra a fortaleza que quereríamos receber de uma vida fundamentada integramente no Evangelho. Os valores do consumismo, do capitalismo, da sensualidade e do materialismo estão em voga e em contra de tudo o que suponha pôr-se em sintonia com as exigências evangélicas. Não obstante, este conjunto de valores e de formas de entender a vida não nos dão nem a plenitude pessoal nem a paz, mas apenas trazem mais mau estar e inquietude interior. Não será por isso que, hoje, as pessoas que vão pela rua enferrujadas, fechadas e preocupadas com um futuro que não vêm nada claro, precisamente porque o hipotecaram ao preço de um carro, de um apartamento ou de umas férias que, de fato, não se podem permitir?  

As palavras de Jesus convidam-nos à confiança: «Eu venci o mundo» (Jo 16,33), quer dizer, pela sua Paixão, Morte e Ressurreição alcançou a vida eterna, aquela que não tem obstáculos, aquela que não tem limite e superou todas as dificuldades.      
Os de Cristo vencemos as dificuldades tal e como Ele as venceu, apesar de na nossa vida também termos de passar por sucessivas mortes e ressurreições, nunca desejadas mas assumidas pelo próprio Mistério Pascal de Cristo. Por acaso não são “mortes” a perca de um amigo, a separação da pessoa amada, o fracasso de um projeto ou as limitações que experimentamos por causa da nossa fragilidade humana?     
Mas «em tudo isso, somos mais que vencedores, graças àquele que nos amou» (Rom 8,37). Sejamos testemunhas do amor de Deus, porque Ele em nós «fez (…) grandes coisas» (Lc 1,49) e deu-nos a sua ajuda para superar todas as dificuldades, inclusivamente a da morte, porque Cristo nos comunica o seu Espírito Santo. (EVANGELI)

. . .
. . . (ABC DA CATEQUESE)

MONIÇÕES

1ª Monição: Monição Ambiental ou Comentário inicial
Cristo disse: “Eu venci o mundo”; da mesma forma, nós cristãos, somos convidados a vencer todas as dificuldades e tribulações que surgirem pelo caminho. A fé se prova na confiança e coragem em favor do reino de Deus.

2ªMonição: Monição para a(s) leitura(s) e o salmo
A pregação dos apóstolos exprime a força do batismo por meio do Espírito Santo e consegue fazer muitos compreender que Jesus é, de fato, o Filho de Deus.

3ª Monição: Monição para o Evangelho
Aleluia, aleluia, aleluia.      

Se com Cristo ressurgistes, procurai o que é do alto, onde Cristo está sentado à direita de Deus Pai (Cl 3,1).

ANTÍFONAS

1ª Antífona: Antífona da entrada
Recebereis a força do Espírito Santo, que descerá em vós, e dareis testemunho de mim até os confins da terra, aleluia! (At 1,8).

2ª Antífona: Antífona da comunhão
Não vos deixarei órfãos, diz o Senhor: a vós retornarei e vosso coração se encherá de alegria, aleluia! (Jo 14,18; 16,22).

ORAÇÕES DO DIA

1ª Oração: Oração do dia ou Oração da coleta
Nós vos pedimos, ó Deus, que venha a nós a força do Espírito Santo, para que realizemos fielmente a vossa vontade e a manifestemos por uma vida santa. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

2ª Oração: Preces da Assembleia ou Oração da Assembleia
Senhor, escutai nossa prece.          

— A fim de que nos livremos das amarras que nos impedem de evangelizar, rezemos.      
— A fim de que nossa caminhada cristã se deixe envolver pela motivação e pela força do Espírito Santo, rezemos.       
— A fim de que o evangelho de Jesus se estenda a todas as nações, rezemos.         
— A fim de que os recém-convertidos sejam perseverantes na fé, rezemos. 
— A fim de que os cristãos estejam unidos pelo diálogo, pela oração e pela caridade, rezemos.

3ª Oração: Oração sobre as oferendas
Ó Deus, que este sacrifício perfeito possa purificar-nos e dar a nossos corações a força de vossa graça. Por Cristo, nosso Senhor.

4ª Oração: Oração depois da comunhão
Ó Deus de bondade, permanecei junto ao vosso povo e fazei passar da antiga à nova vida aqueles a quem concedestes a comunhão nos vossos mistérios. Por Cristo, nosso Senhor.

Anúncios
Esse post foi publicado em Religião. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s