LDP: 13/ABR/12

LEITURA DIÁRIA DA PALAVRA

13/Abr/2012 (6ª Feira)

LEITURAS

Atos dos Apóstolos 4,1-12 (Livro do novo ou 2º testamento / Livros Históricos)

Naqueles dias, depois que o paralítico fora curado, 1Pedro e João ainda estavam falando ao povo, quando chegaram os sacerdotes, o chefe da guarda do Templo e os saduceus. 2Estavam irritados porque os apóstolos ensinavam o povo e anunciavam a ressurreição dos mortos na pessoa de Jesus. 3Eles prenderam Pedro e João e os colocaram na prisão até o dia seguinte, porque já estava anoitecendo. 4Todavia, muitos daqueles que tinham ouvido a pregação acreditaram. E o número dos homens chegou a uns cinco mil. 5No dia seguinte, reuniram-se em Jerusalém os chefes, os anciãos e os mestres da Lei. 6Estavam presentes o Sumo Sacerdote Anás, e também Caifás, João, Alexandre, e todos os que pertenciam às famílias dos sumos sacerdotes. 7Fizeram Pedro e João comparecer diante deles e os interrogavam: “Com que poder ou em nome de quem vós fizestes isso?” 8Então, Pedro, cheio do Espírito Santo, disse-lhes: “Chefes do povo e anciãos: 9hoje estamos sendo interrogados por termos feito o bem a um enfermo e pelo modo como foi curado. 10Ficai, pois, sabendo todos vós e todo o povo de Israel: é pelo nome de Jesus Cristo, de Nazaré, aquele que vós crucificastes e que Deus ressuscitou dos mortos — que este homem está curado, diante de vós. 11Jesus é a pedra, que vós, os construtores, desprezastes, e que se tornou a pedra angular. 12Em nenhum outro há salvação, pois não existe debaixo do céu outro nome dado aos homens pelo qual possamos ser salvos”.

Salmo 117(118), 1-2.4. 22-24. 25-27a (R. 22) (Livro do velho ou 1º testamento / Livros Poéticos e Sabedoria ou Sapienciais)

22A pedra que os pedreiros rejeitaram, tornou-se agora a pedra angular. Ou Aleluia, Aleluia, Aleluia.
— 1Dai graças ao Senhor, porque ele é bom! ‘Eterna é a sua misericórdia!’ 2A casa de Israel agora o diga: ‘Eterna é a sua misericórdia!’ 4Os que temem o Senhor agora o digam: ‘Eterna é a sua misericórdia!’
— 22‘A pedra que os pedreiros rejeitaram, tornou-se agora a pedra angular. 23Pelo Senhor é que foi feito tudo isso: Que maravilhas ele fez a nossos olhos! 24Este é o dia que o Senhor fez para nós, alegremo-nos e nele exultemos!
— 25Ó Senhor, dai-nos a vossa salvação, ó Senhor, dai-nos também prosperidade!’ 26Bendito seja, em nome do Senhor, aquele que em seus átrios vai entrando! Desta casa do Senhor vos bendizemos. 27aQue o Senhor e nosso Deus nos ilumine!

Evangelho de Jesus Cristo segundo as palavras de João 21,1-14 (Livro do novo ou 2º Testamento / Livros Históricos)

Naquele tempo, 1Jesus apareceu de novo aos discípulos, à beira do mar de Tiberíades. A aparição foi assim: 2Estavam juntos Simão Pedro, Tomé, chamado Dídimo, Natanael de Caná da Galileia, os filhos de Zebedeu e outros dois discípulos de Jesus. 3Simão Pedro disse a eles: “Eu vou pescar”. Eles disseram: “Também vamos contigo”. Saíram e entraram na barca, mas não pescaram nada naquela noite. 4Já tinha amanhecido, e Jesus estava de pé na margem. Mas os discípulos não sabiam que era Jesus. 5Então Jesus disse: “Moços, tendes alguma coisa para comer?” Responderam: “Não”. 6Jesus disse-lhes: “Lançai a rede à direita da barca, e achareis”. Lançaram pois a rede e não conseguiam puxá-la para fora, por causa da quantidade de peixes. 7Então, o discípulo a quem Jesus amava disse a Pedro: “É o Senhor!” Simão Pedro, ouvindo dizer que era o Senhor, vestiu uma roupa, pois estava nu, e atirou-se ao mar. 8Os outros discípulos vieram com a barca, arrastando a rede com os peixes. Na verdade, não estavam longe da terra, mas somente a cerca de cem metros. 9Logo que pisaram a terra, viram brasas acesas, com peixe em cima, e pão. 10Jesus disse-lhes: “Trazei alguns dos peixes que apanhastes”. 11Então Simão Pedro subiu ao barco e arrastou a rede para a terra. Estava cheia de cento e cinquenta e três grandes peixes; e, apesar de tantos peixes, a rede não se rompeu. 12Jesus disse-lhes: “Vinde comer”. Nenhum dos discípulos se atrevia a perguntar quem era ele, pois sabiam que era o Senhor. 13Jesus aproximou-se, tomou o pão e distribuiu-o por eles. E fez a mesma coisa com o peixe. 14Esta foi a terceira vez que Jesus, ressuscitado dos mortos, apareceu aos discípulos.

COMENTÁRIOS

… Eu sou o CAMINHO …

Sob a luz da verdade – Jesus está vivo! – e participa do nosso quotidiano, de nossas dificuldades e conquistas, medito a Palavra, ligando-a à minha vida. Jesus também alimenta e multiplica infinitamente o nosso nada, nossa “pescaria” às vezes sem resultados. E nós, como vivemos tudo isto? Temos fé? Percebemos logo a ação de Deus? Vejamos o que nos dizem os bispos, em Aparecida: “O Espírito Santo, com o qual o Pai nos presenteia, identifica-nos com Jesus-Caminho, abrindo-nos a seu mistério de salvação para que sejamos seus filhos e irmãos uns dos outros; identifica-nos com Jesus-Verdade, ensinando-nos a renunciar a nossas mentiras e ambições pessoais, e nos identifica com Jesus-Vida, permitindo-nos abraçar seu plano de amor e nos entregar para que outros “tenham vida n’Ele” (DAp 137).

… a VERDADE …

Fixo o meu olhar em Deus, através da Palavra. Faço a leitura lenta e atenta do texto da Palavra do dia, na Bíblia: Jo 21,1-14. É a terceira vez que Jesus ressuscitado aparece aos discípulos. O Mestre diz aos seis discípulos que estavam juntos, que jogassem a rede do lado direito do barco. Eles haviam passado a noite toda sem nada pescar. Eles tentaram e fizeram como Jesus lhes disse. Foi grande a quantidade de peixes que pescaram. Quem percebeu que era Jesus que lhes dera a ordem foi João: “É o Senhor!” disse ele a Pedro. Chegando à margem, os discípulos encontraram uma pequena fogueira e alguns peixes em cima da brasa. E Jesus lhes faz o convite para virem comer. Deu-lhes peixes e pão. Ele está vivo! Ele aparece na praia, entrando no quotidiano dos apóstolos: estavam trabalhando. Começava a clarear. À noite não pescaram nada. Quando Jesus chega, “começa a clarear”. Quer dizer, as coisas melhoram e melhoram muito: a pesca foi grande – 153 peixes grandes! Sem Jesus não podemos muito ou nada. Com ele, tudo! Inclusive, Jesus os convida para comer. Ele quer ser alimento, providência na vida deles.

… e a VIDA …

Pai, que a presença do Ressuscitado reforce a comunhão com meus irmãos e minhas irmãs de fé, a fim de podermos atrair para ele muitas outras pessoas de boa vontade.

Qual deve ser a MISSÃO em minha VIDA hoje?

Vou passar o dia a olhar com mais fé cada acontecimento. Perceberei a ação de Jesus Ressuscitado em cada momento simples de meu dia.

REFLEXÕES:

1 – JESUS APARECE AOS DISCÍPULOS NA PRAIA

Diante das dificuldades, muitas vezes temos a tendência de enfraquecer, de voltar à vida de antes, parece que perdemos o rumo e a motivação. Pedro e os demais discípulos desanimaram e quiseram voltar à vida de pescadores de peixes, como muitas vezes queremos voltar à vida da imaturidade na fé. Jesus realiza mais uma vez o milagre da pesca milagrosa, para que os apóstolos se recordem que não são pescadores de peixes. Assim também, ele atua em nossas vidas, para que o Mistério Pascal não seja apenas celebração, mas processo de maturação, a fim de que possamos crescer cada vez mais na fé, e um dia atingir a estatura de Cristo.

2 – JESUS APARECEU PELA 3ª VEZ

Um aspecto importante a ser destacado nesta narrativa, no fim do Evangelho de João, é o retorno dos discípulos às suas atividades profissionais na Galiléia, após a crucifixão de Jesus, onde devem ter dado continuidade à ação missionária do Mestre. Por outro lado, as tradições de Paulo e Lucas colocam Jerusalém como centro de irradiação missionária. Esta cena de “pesca milagrosa”, com a presença do ressuscitado, é semelhante à “pesca milagrosa” no momento do chamado Jesus de Nazaré aos primeiros discípulos, no Evangelho de Lucas. A presença e a palavra de Jesus animam os discípulos ao longo da missão, em todos os tempos.

3 – JESUS É O ALIMENTO PARA A MISSÃO

Este apêndice do evangelho de João ilustra a retomada da missão na Galileia, conforme o anúncio do anjo e do próprio Jesus (Mc 16,7; Mt 28,7.10). Os discípulos voltam a pescar. Jesus ressuscitado se faz presente entre eles, como lhes dissera na última ceia (Jo 14,18; 16,16). Esta presença de Jesus é o alimento e o arrebatamento para a perseverança e o sucesso da missão. O próprio ressuscitado se põe a servir os irmãos. Também a comunidade que serve, fiel à palavra e ao exemplo de Jesus e em comunhão eucarística com ele, se torna fonte de amor e vida para o mundo.

4 – SEM A PRESENÇA DE CRISTO POR PERTO, NADA CONSEGUIREMOS

Pela terceira vez, Jesus aparece a Seus amigos. Desta vez, foi junto ao lago de Tiberíades. O que mais se destaca aqui é a fé em Jesus que brota do coração, e não dos olhos somente. Somos convidados a confiar no testemunho idôneo daqueles que O rodearam e adquiriram o conhecimento da verdade, do testemunho da Sua ressurreição. A certeza de que o Senhor está vivo é o testemunho autêntico daqueles a quem Ele apareceu e a Sua própria Palavra no mar de Tiberíades. Infelizmente, ainda hoje, muitas dúvidas vão persistindo, algumas vezes na nossa mente, induzida pelos “profetas das desgraças” que espalham falsas doutrinas, às vezes, com fundamentos cientificamente comprovados. Mas tudo isso porque somos homens e mulheres de pouca fé. Perdoa-nos, Senhor, a nossa mesquinhez e nos auxilia a crescer na fé em Sua Pessoa e Palavra! Senhor Jesus, caminhe lado a lado conosco na estrada da nossa vida. Acompanhe-nos em nossas amarguras e tristezas. Raramente, porém, conseguimos ter os olhos abertos para vê-Lo e os ouvidos atentos para escutá-Lo. Minha irmã e meu irmão, Deus o chama! Será que o caminho que você está tentando seguir – e que não está dando muito certo – é o caminho de Jesus? Aquele que disse “Eu sou o caminho, a verdade e a vida” está conosco. Ele nos convida a lançar a rede para o outro lado da barca. Você se preocupa com o seu sustento? Não se preocupe, pois Ele cuidará de tudo. É só confiar e jogar a sua rede do outro lado. Converter é mudar de rumo, de direção. Converta-se! Mude agora o seu caminho para Deus e será uma pessoa nova como o Cristo ressuscitado! Muitas vezes, a canseira do dia a dia nos torna “quebrados” e sem rumo na vida. Sem a presença de Cristo, o barco da nossa vida regressa do mar vazio sem peixe. A nossa vida fica sem sabor e razão de viver. Só com a presença do Cristo Ressuscitado tudo ganha sentido. Foi assim para os discípulos no mar de Tiberíades. Temos a certeza de que, sem Jesus, a canseira de uma noite inteira de pescaria resultaria inútil. Contudo, à indicação da Palavra d’Aquele que venceu a morte – e que se encontra na margem do nosso desespero – ocorre milagrosamente uma abundância de peixes nas redes da nossa vida, a ponto de quase se romperem! É verdade, Jesus, eu creio! Sem o Senhor por perto, nada conseguiremos. A nossa sabedoria, a nossa habilidade, os nossos conhecimentos nada conseguem se a Sua presença não orientar a nossa ação. Por isso, insistentemente, eu Lhe suplico, Senhor Jesus, que a Sua presença sempre se faça sentir na nossa ação cotidiana e que, jamais, empreendamos qualquer atividade sem tê-Lo presente como guia, conselheiro e distribuidor providente de todo o nosso alimento que fortifica e dá sentido à nossa vida. Pai, que a presença do Ressuscitado reforce a comunhão com meus irmãos e minhas irmãs de fé, a fim de podermos atrair para Ele muitas outras pessoas de boa vontade.

5 – …

6 – …

7 – …

8 – …

9 – …

10 – …

11 – …

12 – …

13 – …

14 – …

15 – …

MONIÇÕES

MONIÇÃO AMBIENTAL OU COMENTÁRIO INICIAL

MONIÇÃO PARA A(S) LEITURA(S) E O SALMO

MONIÇÃO PARA O EVANGELHO

ANTÍFONAS

Antífona da entrada

Antífona da comunhão

ORAÇÕES DO DIA

Oração do dia ou Oração da coleta

Preces da Assembleia ou Oração da Assembleia

— …

Oração sobre as oferendas

Oração depois da comunhão

Anúncios
Esse post foi publicado em Religião. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s