Liturgia Diária 29/JUL/13

LEITURA DIÁRIA DA PALAVRA — 29/JUL/2013 (segunda-feira)

Marta, teu irmão ressuscitará. Crês nisto?

Jo 11,19-27 (Seu irmão ressuscitirá. Crês nisto)

LEITURAS:

Leitura retirada do Livro da Primeira Carta de São João (1Jo 4,7-16)

(Às fontes da caridade e da fé)

Leitura da Primeira Carta de São João.

7 Caríssimos, amemo-nos uns aos outros, porque o amor vem de Deus e todo aquele que ama nasceu de Deus e conhece Deus. 8 Quem não ama, não chegou a conhecer Deus, pois Deus é amor. 9 Foi assim que o amor de Deus se manifestou entre nós: Deus enviou o seu Filho único ao mundo, para que tenhamos vida por meio dele. 10 Nisto consiste o amor: não fomos nós que amamos a Deus, mas foi ele que nos amou e enviou o seu Filho como vítima de reparação pelos nossos pecados. 11 Caríssimos, se Deus nos amou assim, nós também devemos amar-nos uns aos outros. 12 Ninguém jamais viu a Deus. Se nos amamos uns aos outros, Deus permanece conosco e seu amor é plenamente realizado entre nós. 13 A prova de que permanecemos com ele, e ele conosco, é que ele nos deu o seu Espírito. 14 E nós vimos, e damos testemunho, que o Pai enviou o seu Filho como Salvador do mundo. 15 Todo aquele que proclama que Jesus é o Filho de Deus, Deus permanece com ele, e ele com Deus. 16 E nós conhecemos o amor que Deus tem para conosco, e acreditamos nele. Deus é amor: quem permanece no amor, permanece com Deus, e Deus permanece com ele.

— Palavra do Senhor.

— Graças a Deus.

Salmo retirado do Livro dos Salmos (Sl 33(34), 2-3. 4-5. 6-7. 8-9. 10-11 (R. 2a ou 9a))

(Louvor à justiça divina)

— 2a Bendirei o Senhor Deus em todo o tempo!

2a Bendirei o Senhor Deus em todo o tempo!

— 2 Bendirei o Senhor Deus em todo o tempo, / seu louvor estará sempre em minha boca. 3 Minha alma se gloria no Senhor; / que ouçam os humildes e se alegrem!

— 4 Comigo engrandecei ao Senhor Deus, / exaltemos todos juntos o seu nome! 5 Todas as vezes que o busquei, ele me ouviu, / e de todos os temores me livrou.

— 6 Contemplai a sua face e alegrai-vos, / e vosso rosto não se cubra de vergonha! 7 Este infeliz gritou a Deus, e foi ouvido, / e o Senhor o libertou de toda a angústia.

— 8 O anjo do Senhor vem acampar / ao redor dos que o temem, e os salva. 9 Provai e vede quão suave é o Senhor! / Feliz o homem que tem nele o seu refúgio!

— 10 Respeitai o Senhor Deus, seus santos todos, / porque nada faltará aos que o temem. 11 Os ricos empobrecem, passam fome, / mas aos que buscam o Senhor não falta nada.

Leitura retirada do Livro do Evangelho de Jesus Cristo segundo João (Jo 11,19-27)

(Marta, teu irmão ressuscitará. Crês nisto?)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 19 muitos judeus tinham vindo à casa de Marta e Maria para as consolar por causa do irmão. 20 Quando Marta soube que Jesus tinha chegado, foi ao encontro dele. Maria ficou sentada em casa. 21 Então Marta disse a Jesus: “Senhor, se tivesses estado aqui, meu irmão não teria morrido. 22 Mas mesmo assim, eu sei que o que pedires a Deus, ele te concederá”. 23 Respondeu-lhe Jesus: “Teu irmão ressuscitará”. 24 Disse Marta: “Eu sei que ele ressuscitará na ressurreição, no último dia”. 25 Então Jesus disse: “Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, mesmo que morra, viverá. 26 E todo aquele que vive e crê em mim, não morrerá jamais. Crês isto?” 27 Respondeu ela: “Sim, Senhor, eu creio firmemente que tu és o Messias, o Filho de Deus, que devia vir ao mundo”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

LEITURA ORANTE:

… Oração Inicial… (querer)

Preparo-me para a Leitura, renovando minha fé, com todos os que, neste espaço virtual, buscam a Palavra:

Em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Creio, meu Deus, que estou diante de ti.

Que me vês e escutas as minhas orações.

Tu és tão grande e tão santo: eu te adoro.

Tu me deste tudo: eu te agradeço.

Foste tão ofendido por mim: eu te peço perdão de todo o coração.

Tu és tão misericordioso: eu te peço todas as graças que sabes serem necessárias para mim.

Ó Jesus Mestre, Verdade, Caminho e Vida, tem piedade de nós.

… Eu sou o CAMINHO… (ler…)

O que diz o texto do dia?

Leio atentamente, na Bíblia, o texto Jo 11,19-27, e observo o diálogo de Jesus com Marta.

Neste diálogo com Jesus sobre a morte de Lázaro, Marta afirma sua fé na ressurreição “no último dia”. Revela ainda que crê no poder da intercessão de Jesus, quando diz: “Deus lhe dará tudo o que o senhor pedir a ele”. Jesus lhe responde com um novo conceito de vida, ou seja, quem crê recebe uma vida superior: “quem vive e crê em mim nunca morrerá”. Jesus diz claro: “nunca morrerá”. E mais: quem crê, se morre nesta vida terrena, sua morte não é o fim, o caos: “ainda que morra, viverá”. A fé na pessoa de Jesus Cristo garante a vida.

… a VERDADE… (refletir e meditar…)

O que o texto diz para mim, hoje?

Como vivo a minha fé?

O texto me faz recordar o que disseram os bispos em Aparecida: “A fé em Jesus como o Filho do Pai é a porta de entrada para a Vida. Como discípulos de Jesus, confessamos nossa fé com as palavras de Pedro: “Tuas palavras dão vida eterna” (Jo 6,68); “Tu és o Messias, o Filho do Deus vivo” (Mt 16,16).” (DAp 101).

… e a VIDA… (orar…)

O que o texto me leva a dizer a Deus?

Rezo, espontaneamente, com salmos ou outras orações e concluo, com a canção do padre Zezinho, scj, “Milagres acontecem”

(Clique aqui para ouvir a música)

Quando a força de um amor / não basta pra fazer você sorrir.

Quando a força de uma fé / não basta pra fazer você feliz.

Quando a dor da solidão, / dói tanto e tanto que você já não consegue nem pensar.

Procure a oração (4x)

Quando a força da canção / não basta pra fazer você cantar.

Quando a força da emoção / não basta pra fazer você chorar.

Quando a dor da solidão, / dói tanto e tanto que você já não consegue nem sonhar.

Procure a oração (4x)

Quando a dor de uma paixão / Algum momento mais cruel / Algum amor que não deu certo / Ameaçar seu coração.

Procure a oração (2x)

Milagres acontecem quando a gente reza e reza sem desanimar.

E a paz é dos milagres, o milagre mais bonito que se possa desejar.

Milhares de pessoas encontram a resposta no momento de oração.

Milagres acontecem quando pomos de joelho / o coração.

Qual deve ser a MISSÃO em minha VIDA hoje? (contemplar e agir…)

Qual meu novo olhar a partir da Palavra?

Meu novo olhar será renovado a cada instante pela fé em Jesus Cristo.

BÊNÇÃO:

O Senhor o abençoe e guarde!

O Senhor lhe mostre seu rosto brilhante e tenha piedade de você!

O Senhor lhe mostre seu rosto e lhe conceda a paz!’ (Nm 6,24-27).

Em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo. Amém.

REFLEXÕES:

(4) – SENHOR, EU CREIO…

Com a chegada de Jesus, Marta vai ao seu encontro, enquanto sua irmã, Maria, permanece sentada. Marta se destaca do grupo, formado pela irmã e pelos judeus, caracterizado pelo luto. Deixando o grupo para ir ao encontro do Senhor, Marta dissocia-se do luto e se coloca do lado do Senhor dos vivos. Diante de Jesus, ela se coloca como uma mulher de fé que confia em Jesus: “Senhor, se estivesses estado aqui… Mesmo assim, eu sei que tudo o que pedires a Deus, ele te concederá” (vv. 21.22).

A intervenção confiante de Marta é constituída de uma dupla fórmula: a presença de Jesus teria livrado o seu irmão da morte e a presença de Jesus permite reavivar toda a esperança. “Teu irmão ressuscitará” (v. 23), diz Jesus. Diante disso, Marta afirma a sua adesão ao credo do judaísmo sobre a ressurreição (cf. v. 24).

Mas ante à nova afirmação de Jesus, “Eu sou a Ressurreição e a vida”, ela supera a fé judaica na ressurreição, para professar: “Eu creio…” (v. 27). É exatamente nisso que ela é cristã. O diálogo de Jesus com Marta é o cume do capítulo 11. A profissão de Marta equivale à de Pedro, em Jo 6,69.

(Carlos Alberto Contieri).

(6) – BUSQUEMOS EM JESUS O ESSENCIAL PARA A NOSSA VIDA

As agitações da vida nos deixam muitas vezes tensos, preocupados. Busquemos em Jesus o essencial para a nossa vida.

Celebramos com muita alegria o dia de Santa Marta. Celebrando essa discípula do Senhor, nós vamos contemplar a importância que os amigos tiveram na vida de Jesus.

Cristo teve multidões atrás de Si, teve muitos discípulos – pelo menos setenta e dois foram instruídos e formados na escola do Senhor. Jesus teve doze Apóstolos. Mas Ele tinha os Seus amigos: aqueles que eram mais próximos, aos quais Jesus partilhava, descansava e vivia momentos mais pessoais.

E a gente conhece essa família: a família de Marta, Maria e Lázaro. Quantas vezes o Senhor fez questão de ir à Bethânia, ou passar por ali, para hospedar-se na casa dos Seus amigos.

Marta, aquela que celebramos hoje, a irmã de Lázaro e Maria, nós a conhecemos do Evangelho no qual a sua irmã ocupou-se de estar aos pés do Mestre e Marta servindo ao Senhor e cuidando dos afazeres da casa. E Jesus até elogiou a opção de Maria e chamou à atenção de Marta por suas constantes inquietações e preocupações em só fazer as coisas.

É uma chamada de atenção a todos nós! Não é que nós sejamos menos santos. É que, na verdade, quem se ocupa só dos seus afazeres corre o risco de perder o essencial, corre o risco de não crescer na intimidade e na relação com o Mestre quando não damos a devida atenção a Ele, à Sua Palavra e à Sua ação na nossa vida.

Não adianta trabalhar para Deus, estarmos apenas no serviço do Senhor, sermos apenas cumpridores das nossas tarefas e obrigações… Aquele que quer ser amigo do Senhor, próximo a Jesus, precisa ter tempo para Ele! Tempo para escutá-Lo, para estar aos Seus pés, para contemplá-Lo. Para tirar do Coração de Jesus as riquezas insondáveis do Seu amor e misericórdia.

As agitações da vida nos deixam muitas vezes tensos, preocupados. Elas nos levam a perdermos a essência a vida. Que hoje aprendamos – como Marta teve que aprender escutando o Senhor – que o essencial nunca será tirado.

Que busquemos em Jesus o essencial para a nossa vida.

Deus abençoe você.

(Pe. Roger Araújo).

(7) – MARTA

Marta é mencionada apenas em uma cena de Lucas, e em duas cenas de João. Em Lucas, Jesus está em casa de Marta, em Betânia, Maria a seus pés e Marta servindo (Lc 10,38-42). Em João, temos o diálogo com Marta na cena da morte e ressurreição de Lázaro (evangelho de hoje), e a cena da ceia em sua casa, cinco dias antes da última ceia com os apóstolos (Jo 12,1-2). No diálogo com Jesus, Maria reafirma a crença farisaica na ressurreição do último dia. Jesus revela-lhe a sua novidade: “Eu sou a ressurreição e a vida”. A ressurreição é a vida de Deus, que vence a morte e que nos é dada em Jesus. A ressurreição de Lázaro revela a continuidade da vida e a presença da vida eterna, já, naqueles que creem em Jesus. “Todo aquele que crê em mim, não morrerá jamais”. A comunidade que crê em Jesus e vive sua missão de amor é a comunidade dos que já estão inseridos na vida divina e eterna.

(10) – BOA NOVA PARA CADA DIA

Maria sentou-se aos pés do Senhor e escutava a sua palavra (Lc 10,39).

Para celebrar Santa Marta, a liturgia escolheu o Evangelho de Lucas 10,38-42.

Desta passagem podemos aprender várias coisas.

Uma delas é o sentido da hospedagem, tema em que alguns se detêm.

Contudo, há elementos muito importantes a serem considerados.

Percorrendo muitos lugares, Jesus estava anunciando o Reino de Deus.

Marta e Maria sabiam desta missão que Jesus recebera de Deus.

Sabiam também que Ele não tinha onde morar. Jesus mesmo dissera que as aves têm seus ninhos, mas Ele não tinha onde pousar a cabeça (ver Lc 9,58). Sabendo ou não estes detalhes, Marta e Maria Lhe ofereceram hospedagem.

Marta, mesmo ocupada mais com os trabalhos da casa e não com Jesus, tinha grande respeito por Ele e gostaria de dar-Lhe atenção. No entanto, quem faria o almoço?
Ela fica na cozinha; e Maria Lhe dá a atenção devida a toda visita.

Jesus sabia que o trabalho de Marta era necessário.

Como lhe mostraria gratidão?

Um dia, Ele dissera que quem O recebia acolhia não somente a Ele, mas Aquele que O enviou, o Pai (ver Lc 9,48). Justificava-se, portanto, o empenho de Marta em acolher dignamente Jesus. Na casa de Marta e Maria, na pessoa de Jesus, Deus Pai estava misteriosamente.

Sobre o que Jesus falaria com Maria?

Jesus lhe anuncia o Reino de Deus em vários pormenores. Isto porque, naquela ocasião, todo empenho e entusiasmo de Jesus eram pelo Reino de Deus.

Maria percebeu que aquela ocasião em que podia ouvir Jesus seria única. Portanto, deixa para depois os trabalhos da hospedagem, com os quais se ocupa Marta.

Será que Marta se sentiu ofendida quando Ele disse que Maria escolhera a melhor parte? Atenta como era a Jesus, Marta precisou apenas de alguns instantes para entender. Jesus só queria mostrar como ouvi-Lo era mais importante do que se ocupar com outras coisas.

No entanto, como Jesus certamente passou aquele dia com Marta e Maria, terá havido um momento para dizer a Marta o que disse a Maria.

O Evangelho não conta o resto da estória.

Como teria sido?

Depois da refeição com aquela família, Marta, assim como Maria, mereceu de Jesus a devida atenção: Marta ouve de Jesus o que Ele dissera a Maria. Maria foi lavar a louça fazendo sua parte dos trabalhos. Jesus, levantando-se daquela longa refeição, continuou sua caminhada, anunciando o Reino de Deus com todo entusiasmo.

(Pe. Valdir Marques).

(12) – UMA MULHER CHAMADA MARTA RECEBEU JESUS EM SUA CASA

“O que fizestes a um destes meus irmãos mais pequeninos, a Mim o fizestes” (Mt 25,40). […] Tu, Marta –, com tua licença o direi, e bendita sejas pelos teus bons serviços – buscas o descanso como recompensa do teu trabalho. Agora estás ocupada com muitos serviços, queres alimentar os corpos que são mortais, embora de pessoas santas. Porventura, quando chegares à outra pátria, poderás encontrar um peregrino a quem hospedar, um faminto com quem repartir o pão, um sequioso a quem dar de beber, um doente a quem visitar, algum litigante a quem reconciliar, algum morto a quem sepultar?

Lá, não haverá nada disso. Que haverá então? O que Maria escolheu: lá, seremos alimentados e não daremos alimento. Lá, há-de cumprir-se em plenitude aquilo que Maria aqui escolheu: daquela mesa opulenta, ela recolhia as migalhas da Palavra do Senhor. Quereis saber o que haverá lá? O próprio Senhor o diz a respeito dos seus servos: “Em verdade vos digo, que ele os mandará sentar à mesa e, passando no meio deles, os servirá” (Lc 12,37).

(Santo Agostinho (354-430), bispo de Hipona (Norte de África), doutor da Igreja – Sermão 103, 1.5; PL 38, 613 (trad. breviário 29/07)).

(15) – REFLEXÃO

A morte de uma pessoa querida é, muitas vezes, causa de desespero para todos nós, pois nos parece que as nossas preces não foram ouvidas. Marta afirma: “Senhor, se tivesses estado aqui, meu irmão não teria morrido”. Ela mandou chamar Jesus, mas ele não estava presente no momento em que ela tanto precisava. Porém, ela não se desesperou por causa disso, continuou acreditando e o resultado da sua fé foi o retorno do seu irmão à vida, mostrando-nos, assim, que não devemos questionar a ação divina, mas sempre confiar em Deus, que faz tudo para o nosso bem, para a nossa felicidade e para a nossa salvação.

(7) – SANTA MARTA

As Escrituras contam que, em seus poucos momentos de descanso ou lazer, Jesus procurava a casa de amigos em Betânia, local muito agradável há apenas três quilômetros de Jerusalém. Lá moravam Marta, Lázaro e Maria, três irmãos provavelmente filhos de Simão, o leproso. Há poucas mas importantíssimas citações de Marta nas Sagradas Escrituras.

É narrado, por exemplo, o primeiro momento em que Jesus pisou em sua casa. Por isso existe a dúvida de que Simão fosse mesmo o pai deles, pois a casa é citada como se fosse de Marta, a mais velha dos irmãos. Mas ali chegando, Jesus conversava com eles e Maria estava aos pés do Senhor, ouvindo sua pregação. Marta, trabalhadora e responsável, reclamou da posição da irmã, que nada fazia, apenas ouvindo o Mestre. Jesus aproveita, então, para ensinar que os valores espirituais são mais importantes do que os materiais, apoiando Maria em sua ocupação de ouvir e aprender.

Fala-se dela também quando da ressurreição de Lázaro. É ela quem mais fala com Jesus nesse acontecimento. Marta disse a Jesus: “Senhor, se tivesses estado aqui, o meu irmão não teria morrido. Mas mesmo agora, eu sei que tudo o que pedires a Deus, Deus dará”.

Trata-se de mais uma passagem importante da Bíblia, pois do evento tira-se um momento em que Jesus chora: “O pranto de Maria provoca o choro de Jesus”. E o milagre de reviver Lázaro, já morto e sepultado, solicitado com tamanha simplicidade por Marta, que exemplifica a plena fé na onipotência do Senhor.

Outra passagem é a ceia de Betânia, com a presença de Lázaro ressuscitado, uma prévia da última ceia, pois ali Marta serve a mesa e Maria lava os pés de Jesus, gesto que ele imitaria em seu último encontro coletivo com os doze apóstolos.

Os primeiros a dedicarem uma festa litúrgica a santa Marta foram os frades franciscanos, em 1262, e o dia escolhido foi 29 de julho. Ela se difundiu e o povo cristão passou a celebrar santa Marta como a Padroeira dos Anfitriões, dos Hospedeiros, dos Cozinheiros, dos Nutricionistas e Dietistas.

NINGUÉM AMA O QUE NÃO CONHECE

CELEBRAÇÃO DE HOJE

SANTA MARTA, DISCÍPULA DE JESUS (BRANCO, PREFÁCIO COMUM OU DOS SANTOS – OFÍCIO DA MEMÓRIA)

RITOS INICIAIS:

– Monição Ambiental ou Comentário Inicial

Marta, irmã de Maria, correu ao encontro de Jesus quando veio para ressuscitar seu irmão Lázaro e professou sua fé em Cristo Senhor: “Eu creio que tu és o Cristo, o Filho de Deus, que deve vir ao mundo” (Jo 11,27). Acolheu solícita em sua casa de Betânia – Casa da Graça – o divino Mestre, que a exortou a unir ao serviço da hospitalidade a escuta de sua Palavra. Como Marta, deixemo-nos conduzir pela fé na ressurreição de Cristo.

– Canto e Procissão de Entrada

– Antífona da entrada

Jesus entrou numa aldeia e uma mulher chamada Marta o recebeu em sua casa (Lc 10,38).

– Saudação ao Altar e ao Povo Reunido

– Ato Penitencial

– Senhor, Tende Piedade

– Glória a Deus nas Alturas

– Oração do Dia ou Oração da Coleta

Pai todo-poderoso, cujo filho quis hospedar-se em casa de Marta, concedei por sua intercessão que, servindo fielmente a Cristo em nossos irmãos e irmãs, sejamos recebidos por vós em vossa casa. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

LITURGIA DA PALAVRA:

– Monição para a(s) Leitura(s)

A Palavra que ouviremos nos traz alegria e paz, pois é o próprio Senhor que nos fala. E, semelhante à atitude de Marta, tenhamos a plena confiança no Cristo e na vida nova que Ele nos deu com sua ressurreição. Coloquemo-nos na escuta da Palavra, como fez Maria aos pés de Jesus.

– Silêncio

– Proclamação da 1ª Leitura

– Silêncio

– Proclamação do Salmo

– Silêncio

– Proclamação da 2ª Leitura

– Monição para o Evangelho

— Aleluia, aleluia, aleluia.

— Aleluia, aleluia, aleluia.

— Eu sou a luz do mundo, aquele que me segue não caminha entre as trevas, mas terá a luz da vida. (Jo 8,12).

– Canto de Aclamação

– Proclamação do Evangelho

– Homilia ou Pregação

– Profissão de Fé

– Oração Universal ou Oração dos Fiéis

Conforme nos orienta a IGMR, no Cap. II, LETRA B, números 69, 70 e 71, vamos deixar que cada Comunidade possa realizar a sua Oração Universal colocando nela, a sua realidade comunitária, não devendo esquecer que, normalmente serão estas as séries de intenções, além das pessoais de cada um, caso seja dada a oportunidade pelo celebrante ao povo de se expressar:

a) Intenções pelas necessidades da Igreja;

b) Intenções pelos poderes públicos e pela salvação de todo o mundo;

c) Intenções pelos que sofrem qualquer dificuldade;

d) Intenções pela comunidade local;

e) Intenções pessoais da comunidade.

LITURGIA EUCARÍSTICA / PREPARAÇÃO DAS OFERENDAS:

– Canto e Procissão das Oferendas

– Apresentação do Pão e do Vinho

– Presidente Lava as Mãos

– Orai, Irmãos!

– Oração sobre as Oferendas

Ó Deus, ouvi as nossas preces, ao proclamarmos vossas maravilhas em santa Marta, e, assim como vos agradou a sua licitude, também vos agrade a nossa liturgia. Por Cristo, nosso Senhor.

LITURGIA EUCARÍSTICA / ORAÇÃO EUCARÍSTICA OU ANÁFORA:

– Prefácio e “Santo”

– Invocação do Espírito Santo

– Narrativa da Ceia

– Consagração do Pão e do Vinho

– “Eis o Mistério da Fé!”

– Lembra Morte e Ressurreição de Jesus

– Orações pela Igreja

– Louvor Final (Por Cristo…)

LITURGIA EUCARÍSTICA / RITO DA COMUNHÃO:

– Pai-Nosso (Oração do Senhor) e Oração seguinte

– Rito da Paz ou Saudação da Paz

– Fração do Pão

– Cordeiro de Deus

– Felizes os Convidados!

– Distribuição da Comunhão aos fiéis e Canto da Comunhão

– Silêncio Eucarístico ou Canto de Ação de Graças

– Antífona da Comunhão

Marta disse a Jesus: Tu és o Cristo, Filho do Deus vivo, que vieste a este mundo (Jo 11,27).

– Oração depois da Comunhão

Ó Pai, que a comunhão do Corpo e Sangue do vosso filho nos desprenda das coisas perecíveis para que, a exemplo de santa Marta, vos amemos sempre mais na terra e vos contemplemos eternamente no céu. Por Cristo, nosso Senhor.

RITOS FINAIS OU RITOS DE ENCERRAMENTO:

– Comunicados e Convites

– Saudação e Bênção Final

– Despedida (Ide em Paz!)

FONTES DE CONSULTAS E PESQUISAS:

Vamos expor a seguir de onde pertencem os textos que nos preenchem todos os dias, nos dando um caminho com mais sabedoria, simplicidade e amor.

FONTE PRINCIPAL DE PESQUISA E INSPIRAÇÃO

bc3adblia1

FONTE DE CONSULTA – IGMR (INSTRUÇÃO GERAL DO MISSAL ROMANO – 1ª EDIÇÃO / 2008)

IGMR

REFLITA:

O importante não é a pessoa que escreve, mas quem foi que inspirou essa pessoa a escrever.

O importante não é como se lê o que está escrito, mas como se age.

O importante não é sentar-se à direita ou à esquerda do Pai, mas sim, realizar o trabalho que Ele nos pede.

Ter conhecimento não é ter sabedoria, sabedoria é saber compartilhar o conhecimento.

(0) – Blog Liturgia Diária da Palavra de Deus (Reflexões e Comentários);

(1) – Periódico Mensal: Liturgia Diária (Editoras Paulinas e Paulus);

(2) – Periódico Mensal: Deus Conosco (Editora Santuário);

(3) – Portal Editora Santuário;

(4) – Portal Editora Paulinas;

(5) – Portal Editora Paulus;

(6) – Portal e Blog Canção Nova;

(7) – Portal Dom Total;

(8) – Portal Católica Net;

(9) – Portal Católico Orante;

(10) – Portal Edições Loyola Jesuítas;

(11) – Portal de Catequese Católica;

(12) – Portal Evangelho Quotidiano;

(13) – Blog Homilia Dominical;

(14) – Blog Liturgia Diária Comentada;

(15) – Portal CNBB (A Palavra de Deus na Vida);

(16) – Portal Catequisar: Catequese Católica;

(17) – Portal Universo Católico;

(18) – Portal Paróquia São Jorge Mártir;

(19) – Portal Catedral FM 106,7;

(20) – Portal Comunidade Católica Nova Aliança;

(21) – Portal Comunidade Resgate;

(22) – Portal Fraternidade O Caminho;

(23) – Portal Católico na Net;

(24) – Portal Evangeli.net;

(25) – Portal Padre Marcelo Rossi;

(26) – Portal Grupo de Oração Sopro de Vida;

(27) – Portal NPD Brasil.

(28) – Um Novo Caminho

MINHA MENSAGEM PESSOAL PARA MIM MESMO.

Mais vale o desconforto da VERDADE, do que a comodidade da MENTIRA.

E usando a essência da Oração da Serenidade, devo orar:

Ó meu Deus e Senhor, Pai de misericórdia e Salvação,

que em seu Filho Jesus perdoou os nossos pecados,

e com o seu Santo Espírito, paráclito nesse nosso mundo que caminha conosco,

apenas em Ti posso almejar a vida eterna, socorre-me e ouvi-me:

Se o ERRO está em mim, que DEUS possa me dar a HUMILDADE de aceitar que estou errado.

Que Jesus me dê a SERENIDADE, para aceitar que tem coisas que não posso mudar.

E que o Espírito Santo me dê a CORAGEM, suficiente para mudar aquelas coisas que dependem de mim, mesmo que sejam difíceis.

E para complementar os alicerces de orações da minha vida, faço como o santo Tomás de Aquino:

“Concede-me, Deus misericordioso, que deseje com ardor o que tu aprovas, que o procure com prudência, que o reconheça em verdade, que o cumpra na perfeição, para louvor e glória do teu nome.

Põe ordem na minha vida, ó meu Deus, e permite-me que conheça o que tu queres que eu faça, concede-me que o cumpra como é necessário e como é útil para a minha alma.

Concede-me, Senhor meu Deus, que não me perca no meio da prosperidade nem da adversidade; não deixes que a adversidade me deprima, nem que a prosperidade me exalte.

Que nada me alegre ou me entristeça para além do que conduz a ti.”

Viver CORRETO e falar a VERDADE hoje são tão difíceis quanto na época de Jesus, pois é muito mais fácil aceitar a MENTIRA e fazer o ERRADO.

Viver no CAMINHO, VERDADE E VIDA, que é o próprio Cristo Jesus, tem que ser uma caminhada diária.

O futuro é desejo e pensamento.

O passado é aprendizado e lembrança.

O hoje é realidade, isso quer dizer: CRISTO.

Meus amigos(as) de coração, meus irmãos(ãs) em Cristo Jesus, lembrem-se:

“Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas.”

“Não julgues para não seres julgados.”

“A quem é muito dado, muito será cobrado.”

Anúncios
Esse post foi publicado em Religião. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s