Liturgia Diária 25/01/17

Liturgia Diária 25/01/17 (Quarta) – Marcos 16, 15-18.

Bom dia. Apesar de todos os ensinamentos de Cristo aos seus discípulos, Ele nunca deixou de estar presente junto deles, pois, mesmo depois de todos milagres, curas, da sua morte e ressurreição, Jesus ainda tinha coisas para ensinar e delegar àqueles que verdadeiramente compreenderam a sua Boa Nova. Por isso, momentos antes de ser arrebatado ao céu e sentar-se à direita de Deus, ele firmou a missão que os discípulos deveriam concretizar em seu nome, e ainda, lhes disse quais seriam as coisas que iriam realizar. Mas, não devemos focar nos sinais que deveriam ser realizados pelos discípulos, mas sim, no que Jesus disse sobre aqueles que haveriam de crer Nele.

Devemos observar que, para crermos na ressurreição em Cristo Jesus, temos ter no mínimo o conhecimento sobre isso, só que, apenas o conhecimento não fará que realmente acreditemos e de que seremos salvos. Para que haja o “crer” na Boa Nova de Jesus, após o conhecimento temos que ter a nossa conversão, onde que ela nos levará a uma nova vida, uma nova forma de falar, orar, pensar e agir, pois tudo estará centrada na Palavra do Senhor.

E nada melhor do que pegarmos a primeira leitura de hoje, onde que nos mostra a “conversão” de Paulo. Este trecho dos Atos dos Apóstolos 22, 3-16, poderá nos dar uma visão de como deverá ou deveria ser a nossa conversão, e os perigos para aqueles que já trabalham na messe do Senhor e que poderemos vir a cometer, tendo, nada mais nada menos, do que o próprio “Saulo de Tarso” como exemplo.

Saulo era um grande conhecedor da Lei, onde ele mesmo diz, que era rigoroso no seu cumprimento.

E quantos de nós hoje que trabalhamos nas nossas pastorais e movimentos, que conhecedores da Palavra do Senhor e das orientações da Igreja, tentamos levar a todo custo e à rédea curta as normas como a vemos e compreendemos? Que as coisas devem serem feitas apenas da forma que eu desejo?

Nós nos esquecemos que em primeiro lugar, antes de cobrar o cumprir da Lei, devemos dar o amor vindo de Jesus, mostrando o nosso carinho em aceitar e respeitar as pessoas, dando com o nosso exemplo, o mesmo amor que Deus nos dá.

Quantos de nós, como Saulo, julgam às pessoas apenas pelo modo de ver e entender o que é certo?

Quantos de nós, diferentes de Jesus, miramos e criticamos apenas o passado das pessoas em vez de nos alegrar e aceitar a conversão?

Será que somos capazes de sermos como Saulo, e me vez de julgar e obrigar que as pessoas cumpram à Lei, primeiro, reconheçamos que erramos, que pecamos, e diante de toda a comunidade, aponte o dedo para si mesmo? Será que somos capazes de aceitar os nossos erros?

Mas para Saulo, a sua conversão não foi fácil, pois o Senhor teve que agir de uma forma inusitada, diferentemente dos discípulos, que aceitaram O chamado e a partir dali, com seus erros e acertos, se converteram à Boa Nova de Jesus.

Saulo disse que estava se aproximando de Damasco, para “cumprir” o que a “lei” exigia, que era capturar e levar os convertidos ao nazareno à justiça.

E quantos de nós hoje, fazemos as coisas erroneamente acreditando que são alicerçadas na “palavra” a nas “orientações” da igreja, mas colocando apenas a nossa forma de ver e entender como a forma absoluta e verdadeira, como fez Saulo?

Saulo teve que cair por terra, ficar cego, e apenas aí, ele conseguiu começar a ouvir o que Deus queria lhe falar.

E quantos de nós, que só procuramos a Deus, quando algo de ruim aconteceu ou que está acontecendo em nossa vida?

Quantos de nós procuramos a Confissão, a Unção, a Eucaristia, quando ficamos sem emprego? Ou por causa de uma doença em nossa família? Ou por causa da perda de um ente querido? Por que será que só diante das adversidades que a vida nos impõe, é que resolvemos ouvir e procurar a Deus?

Felizes àqueles que ainda procuram à Deus, pois infelizmente, hoje em dia, são muitos àqueles que desistem da sua conversão e se entregam às tentações do mundo. Infelizmente hoje, muitos de nós se entregam a luxúria, à ganância, à sexualidade pervertida, ao peso do dinheiro, apenas para manter os “empregos”, certas “amizades”, certos “destaques sociais”, certos “padrões de vida” que apenas nos levam a destruição nossa e de nossas famílias.

Que possamos ter a graça da conversão de Saulo, que diante da adversidade lhe imposta, soube reconhecer na Palavra do Senhor a forma correta e verdadeira de Lhe servir com a sua vida, onde que, diante a sua conversão, não houve apenas a mudança do nome de Saulo para Paulo, mas principalmente a mudança de postura diante da Boa Nova de Jesus, que lhe mudou a vida e na forma que ele a conduziu. Onde havia rigor, ele demonstrou carinho; onde havia cobrança, ele demonstrou respeito; onde havia rancor, ele demonstrou compaixão; onde havia apenas a “lei”, ele demonstrou amor.

Paulo, nos mostra com a sua conversão, que nós também podemos nos converter. Com a sua atitude, podemos aprender a reconhecer os nossos erros, e pedir perdão; que apesar de cairmos por terra, podemos nos levantar com a ajuda de Cristo; que apesar de termos uma fé pequena, com os carismas do Espírito Santo e um coração aberto à Palavra e ao amor de Deus, podemos caminhar cada vez mais rumo ao Reino que há de vir.

Por isso, peguemos para nós mesmos e acreditemos quando Jesus nos chama à sua messe, pois Ele hoje, nos diz: “Ide ao mundo inteiro, proclamai o Evangelho a todas as criaturas”.

Por isso, lhe faço um convite:

— Vamos hoje, aceitar a este chamado de Jesus em nossa comunidade participando de uma pastoral ou movimento ou assim que formos chamados?

— Vamos hoje, aceitar a este chamado de Jesus em nossa Família, diante de nossos esposos e esposas, diante de nossos filhos e amigos?

Jesus lhe faz este convite, e você, aceita?

Um abraço fraterno, e que tenhamos um abençoado dia na graça do Senhor.

slide1 slide2 slide3 slide4 slide5 slide6 slide7 slide8 slide9

Anúncios
Esse post foi publicado em Religião. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s