Liturgia Diária 31/01/17

Liturgia Diária 31/01/17 (Terça) – Marcos 5, 21-43.

Bom dia. REFLEXÃO COMPARTILHADA DE OLÍVIA COUTINHO E DIÁCONO JOSÉ DA CRUZ.

“Em toda a sua trajetória terrena, Jesus sempre se mostrou sensível ao sofrimento humano! Ele experimentou desde o seu nascimento, as dificuldades daqueles que o mundo despreza! Jesus foi vítima da exclusão, da indiferença, da maldade humana, uma maldade tão grande que o levou a morte! Enquanto caminhou por este chão, Ele nos ensinou com a sua vida, como responder o amor de Deus em meio a tantos adversários do seu projeto!

A sua sensibilidade diante os sofredores o levava a fazer longas caminhadas ao encontro destes!

Nas suas ações libertadoras, Jesus sempre deixava claro, que a cura de quem recorria a Ele, era fruto de sua fé, o que vem nos reafirmar, que a nossa libertação só acontece pelos caminhos da fé!

Quando deixamos nos inundar pelo o amor de Jesus, podemos fazer o mesmo que Ele fazia: enxugar as lágrimas dos que choram levantar os que estão caídos, e até mesmo, curar “doentes”, já que muitas doenças, não são físicas, são doenças da alma, doenças fáceis de serem tratadas!

O Evangelho que a liturgia de hoje nos apresenta, chega até a nós, como um convite a refletirmos sobre a essencialidade da fé! A narrativa nos apresenta dois belíssimos testemunhos de fé, testemunhos, de duas pessoas de realidades bem diferentes, que foram agraciadas pela intervenção amorosa de Deus!

O primeiro episódio mostra-nos o testemunho de uma mulher que há anos vinha sofrendo de uma enfermidade que lhe atingira não somente o corpo, como também a alma, uma hemorragia que a atormentava há doze anos!

Enquanto Jesus acompanhava Jairo, um dos chefes da sinagoga que lhe suplicara a cura de sua filha, esta mulher, vendo em Jesus a sua única esperança de cura, não hesita em enfrentar todos os obstáculos para chegar até Ele!

Por medo de represálias por parte daqueles que cercavam Jesus, (discípulos) aquela mulher nem ousa lhe dirigir a palavra, apenas toca as suas vestes na certeza de ser curada por Ele! E Jesus, ao sentir o seu toque de fé, volta-se para ela e diz: “Filha, a tua fé te curou. Vai em paz e fica curada desta doença.”

Enquanto Jesus ainda estava falando, chegaram alguns dos chefes da sinagoga, e disseram a Jairo: “‘Tua filha morreu. Porque ainda incomodas o Mestre?’ Ouvindo esta notícia, Jesus tranquiliza aquele pai, dizendo: ‘Não tenhas medo. Basta ter fé’.” E Jesus vai com Jairo, até a sua casa, lá, Ele devolve a vida a sua filha!

Estes dois episódios nos mostram claramente o poder da fé! A fé nos devolve o que mundo dá como fim! A mulher com hemorragia, já havia gasto todo o seu dinheiro com médicos e não ficou curada, a filha de Jairo, já havia morrido, portanto, duas situações em que aos olhos humanos não tinha mais jeito.

Para quem tem fé, a palavra “desistir” não existe, pois quem vive a fé, sempre acredita numa possibilidade, na reversão daquilo que o mundo dá como irreversível.

Pela fé, é possível alcançarmos a cura, são palavras de Jesus: “Tua fé te curou.” E se não recebermos a cura física, fiquemos felizes, pois com certeza, recebemos de Jesus, a cura interior!

A fé, nos possibilita vencer todos os obstáculos que nos impede de aproximarmos de Jesus, de tocar e de sermos tocado por Ele!

É a fé que nos leva ao encontro de Jesus, é Nele, que encontramos força e coragem para enfrentarmos as nossas dificuldades. O que seria de nós sem a fé?

A fé é a base que nos sustenta, a força que nos move a raiz que nos mantém de pé nos vendavais da vida!

Fé, é experiência de amor, quem faz esta experiência, quer transmiti-la ao outro, para que o outra possa também fazê-la, no encontro com Jesus!

Quem acolhe o dom da fé e a desenvolve, caminha sem temer os percalços da vida, pois tem em Jesus o seu porto seguro!”

E vamos ser sinceros com nós mesmos?

“Ninguém, quer a morte, em sã consciência, ninguém a deseja, ninguém a espera, e todos fogem dela apavorados. A morte Biológica assusta sempre e traz medo, tristeza e angústia a quem a vê se aproximar. Compreendemos a morte como total, única e definitiva, não existe meia morte, ou, morreu por um certo tempo. O que é possível saber sobre a morte, e como evita-la, uma pessoa saudável de corpo e de mente, irá fazê-lo.

Mas, e a Vida? O que sabemos sobre ela?

Quase nada, muito pouco!

E a Vida Nova que Jesus nos trouxe e nos deu como Dom e Dádiva?

Essa se sabe menos ainda. É para nós um grande mistério.

Jesus, o Filho de Deus, Aquele que nos revelou o Pai, com seu grandioso Amor e Misericórdia, também nos revelou a Vida Nova em seus milagres e curas, e o modo como o fez é sempre surpreendente. Somente quem tem a Vida Nova para nos oferecer, tem o domínio total sobre a vida Biológica, podendo retoma-la segundo a sua vontade, mas sempre como um sinal da Verdadeira Vida que Ele nos oferece.

As pessoas que o procuram, neste evangelho, pedem-lhe a continuidade da vida biológica, através da cura de uma grave enfermidade que iria interromper a vida. Jesus sempre oferece muito mais que isso. Acreditar em um Deus que nos ama, que quer o nosso bem, e que é capaz sim, de interferir no ciclo natural da Vida, para restabelecer a saúde, ou devolver a vida, é o primeiro passo, para se experimentar esta Vida Nova, que tem em si a imortalidade. O que não é saudável para a nossa vida de Fé, é parar simplesmente no fato milagroso.

Mas será que todas as vezes que uma enfermidade ameaçar a minha vida, Jesus não me deixará morrer?

Basta esta pergunta para se refletir que há algo muito mais profundo que o Senhor nos dá.”

Um abraço fraterno, e que tenhamos um abençoado dia na graça do Senhor.

Humildemente, seu irmão na Fé, Flávio Eduardo.

slide1 slide2 slide3 slide4 slide5 slide6 slide7 slide8 slide9

Anúncios
Esse post foi publicado em Religião. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s