Liturgia Diária 27/02/17

Liturgia Diária 27/02/17 (Segunda) – Marcos 10, 17-27.

A Palavra de Deus nos apresentada hoje sempre causa espanto e medo, pois sempre nos perguntamos, como os próprios discípulos o fizeram:

— Quem pode ser salvo?

O próprio Jesus já nos deu a resposta:

— Para os homens isso é impossível, mas não para Deus. Para Deus tudo é possível.

Reflitamos: humanamente falando, é possível dizer:

— Amar a Deus sobre todas as coisas?

— Será que realmente conseguimos amar assim? Mais do que amamos nossos filhos? Seríamos capazes de ser Abraão e sacrificar nossos filhos à Deus?

— Não falar o nome de Deus em vão?

— Será que nem por uma vez falamos “Deus” em algum momento que não fosse correto mencionar o seu santo Nome?

— Lembrá-lo do dia de sábado e santifica-lo?

— Após a vinda de Cristo junto à nós, o dia do Senhor é o domingo. Será que não houve um domingo em nossa vida que não fomos à missa apenas por que tínhamos uma desculpa?

— Honra teu pai e tua mãe?

— Vai me dizer que nunca discutistes com teu pai ou com tu mãe por coisas que estavam sendo orientadas a nós, mas colocamos os nossos bens quereres à frente da palavra deles e respondendo-os até mesmo grosseiramente? Será que nós não deixamos a desejar no momento que temos que cuidar de nossos pais, onde colocamos outros afazeres em primeiro lugar?

— Não matarás?

— Será que não “matamos” as pessoas ou as colocamos em situações de riscos apenas por palavras “mau ditas” àqueles que precisavam de nosso apoio ou nosso carinho, e a única coisa que fizemos foi “matar” a esperança dentro de seus corações? Ou será que achamos que existe apenas a morte física?

— Não adulterarás?

— Será que nós, em algum momento de nossa vida, homem e mulher, não realizamos em nossos pensamentos um desejo secreto em realizarmos uma traição? Talvez porque meu matrimônio não vai bem; minha vida não está da forma que eu desejava?

— Não furtais?

— Será que nunca, pegamos um lápis, caneta, folha sulfite de nosso serviço, do local onde trabalhamos? Será que nunca utilizei dos equipamentos do meu trabalho para realizar coisas que não era própria do meu trabalho? Imprimir uma pesquisa, um trabalho, um texto que achei bonito, uma imagem maravilhosa? Um CD para gravar umas músicas?

— Não darás falso testemunho?

— Quer dizer que nós, nunca mentimos sobre algo para que não fôssemos descobertos como culpados? Será nunca dissemos nada sobre outra pessoa, mesmo sem conhece-la, mas julgamo-la culpada, por algo que nem mesmo sabíamos sobre o assunto?

— Não cobiçaras nada do próximo?

— Será que nunca desejamos que o reconhecimento de algo fosse meu e não de outra pessoa, mesmo eu não tendo direito sobre isso? Será que nunca olhamos com desejo a mulher e ou o homem daqueles que passam por nós nas ruas, nos bares, na TV, nos filmes? Suas casas? Seus carros? Até onde a cobiça pode nos levar?

Pois bem, até agora, para muitos, isso é fácil de fazer, como o foi para o “Jovem Rico”. Não é mesmo?

Vocês concordam comigo que tudo isso, até agora é fácil de ser feito?

Não?

Então imagina que, conseguimos conquistar, honestamente, com muito esforço e trabalho, nossa casa, nosso carro, nossos móveis, um dinheirinho no banco, e aí, Jesus chega até ao nosso ouvido e diz: “Já que você já pratica todos os mandamentos, dê todos os seus bens e me siga”.

Qual seria a sua reação diante desta proposta de Cristo?

Humanamente falando, é impossível realizarmos todas essas coisas permanentemente todos os dias de nossas vidas, pois, apenas Deus, é que pode nos dar a salvação.

Infelizmente, quantas pessoas que fazem parte da nossa vida, que à ouvimos dizer que, para se chegar ao Reino de Deus, só depende dela mesmo? Quantas pessoas não acreditam em Cristo Jesus como o Salvador, e colocam elas mesmo com sendo “os seus próprios salvadores”?

Sabem porque o jovem já não estava no Reino de Deus, mesmo cumprindo todos os mandamentos? Porque ele fazia apenas pelo lado de fora, superficialmente. E já que ele fazia pelo lado de fora, a sua recompensa ele já havia ganho.

Mas como assim Flávio?

Meus irmãos e minhas irmãs, quando realizamos os mandamentos de Deus em nossas vidas, apenas pelo lado de fora, é para que os outros vejam e se admirem conosco. Pois bem, essa “admiração” já é a nossa recompensa.

A nossa verdadeira conversão e seguimento dos mandamentos, devem sim ser feita pelo lado de fora, mas principalmente pelo lado de dentro, em nosso coração, em nosso íntimo. Lembram o que Jesus nos disse: “O que contamina o homem não é o que entra na boca, mas o que sai da boca, isso é o que contamina o homem”. Mt 15, 11.

E para aqueles que possuem muitos bens, podem perguntar: então é errado e ou pecado eu ter muitos bens?

Meus queridos, entendam, não é errado ou pecado terem o muito, mas a pergunta que lhes faço é a seguinte: O que você está fazendo com os seus bens?

— Você não faz nada, e fica sempre em busca de mais?

— Você usa seus bens apenas para ser reconhecido?

— Ou você faz obras evangelizadoras com o coração ligado à Jesus, apenas em busca do verdadeiro caminho de Salvação.

Meus amigos, minhas amigas, por isso, cabe a cada um de nós, diante do Senhor, caminhar, cair, suplicar, levantar e continuar a caminhar.

Essa ação deve ser diária, pois, o Cristo deseja de nós, o hoje.

É verdade! Cristo nos quer hoje.

Quer ver uma coisa: procure uma vez sequer, que Jesus perguntou sobre o passado e ou o pecado já realizado na vida daqueles que estavam com Ele.

Procurem.

Ele nunca perguntou sobre os pecados, mas sempre nos disse que, aceitando-O, os nossos pecados estavam perdoados e que não pecássemos novamente. Reflita…

Deus abençoe você! FIQUE NA PAZ DE JESUS!

Um abraço fraterno, e que tenhamos um abençoado dia na graça do Senhor.

Humildemente, seu irmão na Fé, Flávio Eduardo.

slide1 slide2 slide3 slide4 slide5 slide6 slide7 slide8 slide9

Anúncios
Esse post foi publicado em Religião. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s