Liturgia Diária 01/03/17

Liturgia Diária 01/03/17 (Quarta) – Mateus 6, 1-6.16-18.

REFLEXÃO INSPIRADA NA DE VALDIR MARQUES.

Iniciamos hoje a Quaresma. É o tempo que, em toda a Igreja fazemos penitência, jejuns e esmolas. É o tempo em que Deus vai nos dar graças especiais de conversão.

Para este tempo, portanto, é necessário saber como comportar-se adequadamente, agradando a Deus sem temer o que dizem os homens. É no Evangelho de hoje que Jesus nos mostra como este proceder penitente deve ser conduzido, e o mais importante é nosso arrependimento.

Mas a penitência que arrependidos fazemos, não deve ser hipocrisia, e Jesus enumera vários modos de hipocrisia:

— Fazer penitência somente para sermos vistos pelas pessoas. Esta recompensa é inútil (Mt 6, 1).

— Dar esmolas para sermos elogiados pelos outros. Esta recompensa de nada serve (Mt 6, 2).

— Fazer oração penitente por exibicionismo que atrai a admiração dos outros. (Mt 6, 5).

— Fazer jejum e maquiar-se para demonstrar sofrimento pela fome, contentando-se com a admiração alheia. (Mt 6, 16).

São estes os exemplos de hipocrisia que Jesus repreende neste Evangelho, e olhem, não são os únicos.

Jesus, realmente, é uma “pessoa” ímpar em nosso meio. Não apenas como Filho de Deus, mas também como ser humano. Ele realmente nos conhece, e apenas quem conhece sobre algo, é que tem condições de falar aberta e verdadeiramente sobre o assunto. Jesus é homem como nós, e por isso mesmo, sabe quais são as condições que nos levam a pecar.

Nós – digo NÓS – por muitas vezes em nossa vida somos verdadeiros hipócritas quando realizamos algo em nossa família, em nossa comunidade, em nosso serviço e que dá certo. Queremos ser elogiados e ainda temos a soberba de dizer na cara de todos que:

— Fui em quem fiz;

— Foi por minha causa que a coisa deu certo;

— Só com a minha ajuda que a coisa aconteceu”;

— Só funciona mesmo porque as coisas que tenho são melhores do que a dos outros”;

— A minha oração é melhor;

— O meu canto é melhor;

— A minha fala é melhor;

— A minha reflexão é melhor;

— Fui eu quem fiz. Ah, essa eu repeti mesmo, porque é o que mais nós falamos.

— Tudo o que eu faço é melhor – coitado do outro.

E além do “meu ser melhor”, é também, sempre estar na frente e ser visto por todos.

Temos que estar em destaque, para que todos possam nos ver e nos elogiar.

Observem que, até quando realizamos nossos jejuns e abstinências, ficamos por fazer a barba, cortar o cabelo, fazer as unhas, como se isso, realmente fosse exemplo de espiritualidade.

Me desculpem, isso é apenas exemplo de “marketing”, “propaganda”, “merchandising”; e se pudéssemos ter, um tipo de “Código de Defesa do Consumidor”, NÓS seríamos autuados quase que diariamente, por exercermos “propaganda enganosa”.

Não só a hipocrisia é condenável no Tempo da Quaresma. Todos os tipos de fingimento e pecados são condenáveis sempre, e por isso especialmente evitados na Quaresma. É na Quaresma que devemos fazer penitência por todos os nossos pecados.

É preciso repetir: é este o tempo em que Deus nos reserva graças especiais de conversão.

Uma Quaresma bem vivida espiritualmente pode mudar os rumos de nossa vida espiritual, nosso relacionamento com Deus e com o próximo. Lembremos o que São Paulo nos diz na Segunda Leitura: É agora o tempo favorável, é agora o dia da salvação (2 Cor 5, 2c).

O Salmo Responsorial é o 50(51), e este Salmo exprime o que um coração verdadeiramente arrependido pede a Deus:

— Ó meu Deus, tem piedade e misericórdia de mim (3a). É a súplica de confiança amorosa no perdão de Deus.

— Purificai-me, na imensidão de vosso amor (3b). É o reconhecimento da culpa pela impureza do coração que não amou suficientemente a Deus e se manchou por muitos pecados. A purificação do coração é indispensável para o passo decisivo no caminho de União com Deus.

— Meu pecado está sempre diante de mim! (5b). É o bloqueio, a muralha que impede de chegar a ver a luz de Deus. É o coração impuro que não pode ver a Deus (Mt 5, 8).

— Criai em mim um coração que seja puro (12a). A impureza é como doença infecciosa; torna a pessoa repelente, suja, imunda. Deus pode mudar esta situação e deixar o coração puro como a pele de Naamã, curado da lepra por Eliseu (2 Rs 5, 14).

— Dai-me de novo espírito decidido (12b). O arrependimento verdadeiro faz desejar um espírito decidido a não pecar mais e sim seguir sempre, e com firmeza, as inspirações de Deus. Aqui o homem encontra a perfeita alegria: amar a Deus sobre todas as coisas e cumprir Sua vontade a cada momento.

— Dai-me de novo a alegria de ser salvo (14a). Todos temos experiência, em algumas ocasiões, de sentir a alegria de um coração puro e “ver a Deus”. Mas com o pecado esta alegria se apagou. O arrependimento leva a esta súplica: Dai-me de novo a alegria de ser salvo. Isto é, a alegria de estar em União com Deus.

— Então minha boca anunciará vosso louvor (17b). É o fim do caminho penitencial: a alegria leva a anunciar os louvores de Deus, com o coração pleno de gratidão.

Tiremos proveito de tudo o que este Salmo nos ensina. Que ele seja nossa oração constante nesta Quaresma.

As nossas vitórias devem ser sim exemplos de superação, de trabalho, de humildade, de ajuda mútua, de carinho e amor, mas estes exemplos devem ser relatados quando houver a possibilidade de que eles possam ser usados para ajudar a outros; para serem lembrados quando algo parecido estiver acontecendo; quando em um encontro, em uma palestra ou em uma conversa de amigos possamos testemunhar a graça que conseguimos receber de Deus por essa nossa ação.

Quem dera se pudéssemos, realmente, termos Jesus como exemplo: seguir os seus passos, as suas falas e suas ações. Vejamos que, em quase todas as situações que Jesus começava a ser elogiado de mais, por suas ações, curas, bênçãos, …, qual era a sua atitude?

Ele se retirava para orar! Sabem porquê?

Para que Ele pudesse não começar a se vangloriar demais e pedir discernimento e humildade diante de suas ações ao Pai; que a soberba não tomasse conta de seu coração; que Ele não deixasse que a tentação do mundo o dominasse e se afastasse dos caminhos da sua missão.

Apenas em oração, de joelhos ao chão, com o coração aberto ao Pai, é que como Jesus, podemos lutar contra as tentações do mundo e não sermos os “hipócritas” de hoje.

O tempo da Quaresma deve ter início na tristeza santa de arrependimento e conclusão na alegria santa do louvor de Deus pelo perdão dado.

Lembremos o que Jesus nos ensinou noutra ocasião: “Sem mim nada podeis fazer” (Jo 15, 5).

Assim entenderemos a Primeira Leitura de hoje.

O profeta Joel mostra como Deus mesmo convida ao arrependimento dos pecados de Seu Povo (Jl 2, 12-18). É o convite para o arrependimento de todos, de toda a comunidade do Povo Eleito. Ninguém deve ficar excluído. Todos devem atender a esta convocação para suplicar o perdão de Deus. Nós também devemos nos comportar desta maneira no tempo da Quaresma. Toda a Igreja, em todo o mundo, é o Novo Povo de Deus que Lhe pede o perdão dos pecados.

O texto do profeta Joel termina com estas palavras: Então o Senhor encheu-se de zelo por sua terra e perdoou seu povo.

Peçamos também nós, a Deus, que nos perdoe, que nos encha de alegria por nosso retorno à casa paterna, como filhos pródigos arrependidos por amor ao Pai. Tendo mudado a tristeza pela alegria, entoemos os louvores de Deus: que Ele nos ouça e nos abrace em nosso regresso, para que com Ele todos festejemos, cantando seus louvores [Sl 50(51),17b].

As cinzas que hoje recebemos nos relembrem todas estas coisas nos quarenta dias desta Quaresma.

… e o teu Pai, que vê o que está oculto, te dará a recompensa (Mt 6,4b;6b;18b).

E para começarmos bem a nossa quaresma, de forma responsável e com bastante espiritualidade, pergunto a você:

— Você sabe o que é ABSTINÊNCIA?

— Você sabe o que é JEJUM?

Deus abençoe você! FIQUE NA PAZ DE JESUS!

Um abraço fraterno, e que tenhamos um abençoado dia na graça do Senhor.

Humildemente, seu irmão na Fé, Flávio Eduardo.

slide1 slide2 slide3 slide4 slide5 slide6 slide7 slide8 slide9

Anúncios
Esse post foi publicado em Religião. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s