Liturgia Diária 18/03/17

Liturgia Diária 18/03/17 (Sábado) – Lucas 15, 1-3.11-32.

REFLEXÃO INSPIRADA NA DE VALDIR MARQUES.

Pai, pequei contra Deus e contra ti. Já não mereço ser chamado teu filho. (Lc 15, 21b).

De grande importância é a meditação sobre a parábola do Filho Pródigo neste tempo de Quaresma.

Jesus, desta vez, compôs uma estória tão clara, que dispensa explicações. Outras parábolas eram explicadas por Ele aos discípulos por sua complexidade e lições às vezes difíceis de entender. Desta vez imaginemos Jesus nos explicando o sentido espiritual que deu aos personagens, fatos e lições espirituais.

O pai do Pródigo representa Deus.

Sua casa representa o ambiente seguro em que vivem os que são de Deus.

Seus bens representam a Graça, o Amor, o Poder, a Sabedoria de Deus etc.

O Filho Pródigo representa o homem tentado à aventura no pecado de abandono de Deus.

A herança que lhe cabe são os bens que o pai acumulou, ou seja, todo o bem que Deus nos dá.

Pedir a parte da herança que cabia ao Pródigo representa o deixar-se levar pela tentação.

Sair para um mundo distante significa afastar-se de Deus preferindo o pecado.

Esbanjar a herança representa a vida de desperdício da Graça que apenas Deus pode dar.

Ficar sem nada para seu sustento é a tomada de consciência de ser incapaz de produzir o que sua herança lhe dava, isto é, o que a Graça lhe garantia.

Procurar emprego corresponde à tentativa de solucionar o problema de consciência por conta própria, uma vez que a Graça lhe falta.

Dar-se conta de ter-se degradado à condição de cuidador de porcos corresponde a ter consciência da decadência espiritual que o pecado provoca. É estar imerso na sujeira que o mundo do pecado significa, a penúria espiritual. É a condição de quem se atormenta pelo sentimento de culpa.

O patrão, dono dos porcos, e a pocilga, representam o demônio e o inferno.

Pensar em voltar para casa do pai corresponde ao primeiro sinal de humildade, a que leva ao arrependimento.

Preparar a confissão do pecado, a ser dita ao pai, equivale ao arrependimento.

Retornar à casa do pai é deixar-se mover pelo amor de Deus, pela Graça que volta.

Confessar ao pai o pecado é dar prova de arrependimento, desejo de livrar-se da culpa, e restabelecer-se no relacionamento normal com Deus.

O perdão do pai é o perdão de Deus.

A alegria do pai é a alegria de Deus e de todos os que já estão com Ele no céu (Lc 15, 7).

A festa é a comemoração da superação do pecado pela Graça de Deus.

Esperem, vocês acham que acabou? Não, ainda faltam dois personagens nesta estória. Isso mesmo. O Filho mais velho e o empregado.

O empregado significa aquele à serviço do diabo, pois nos tentará nos desviar da graça e da alegria de Deus em recuperar um de seus filhos, e assim, nos fará afastar de Deus e do irmão arrependido.

O Filho mais velho, somos nós, que por muitas vezes de tanto estarmos na “presença do Senhor”, em suas missões e trabalhos, que nos achamos dono e superiores e não conseguimos aceitar um novo irmão ou aquele irmão que teve a humildade de se reconhecer pecador e novamente está em nosso meio.

Agora, de coração aberto à sabedoria e discernimento vindo do Espírito Santo, imaginemos cada um de nós percorrendo este itinerário espiritual depois que constatamos verdadeiramente o pecado em nós.

A Graça de Deus nunca falta aos que o amam.

Precisamente por ter experimentado o amor de Deus em nossa vida é que nos deixamos mover pela Graça à conversão.

Que esta Quaresma termine com este final feliz: arrependidos, convertidos, perdoados pelo sacramento do perdão, voltamos a Deus para a festa que não deve mais terminar até o fim desta vida.

Deus abençoe você! FIQUE NA PAZ DE JESUS!

Um abraço fraterno, e que tenhamos um abençoado dia na graça do Senhor. Confie em Deus!

Humildemente, seu irmão na Fé, Flávio Eduardo.

Anúncios
Esse post foi publicado em Religião. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s