Liturgia Diária 23/03/17

Liturgia Diária 23/03/17 (Quinta) – Lucas 11, 14-23.

REFLEXÃO DE OLÍVIA COUTINHO E HELENA SERPA.

Somos nós que tecemos a nossa vida, o segredo de nos tornarmos um belo e resistente tecido, está em sermos seletivos nas nossas escolhas. Não podemos nos enganar pelas linhas falsas que nos são oferecidas por aí. São essas “linhas” falsas, que comprometem a beleza e a resistência do nosso “tecido!” Optar pelo fio da graça de Deus, é a certeza de construirmos um belo tecido, isto é: construirmos uma vida frutuosa!

O evangelho que a liturgia de hoje nos convida a refletir, nos diz que, algumas pessoas que presenciaram Jesus libertando um homem possuído pelo demônio, disseram que Ele estava possuído pelo Belzebu:

“É por Belzebu, o príncipe dos demônios, que ele expulsa os demônios.”

Em resposta a esta ofensa absurda, Jesus diz:

“Todo reino dividido contra si mesmo, será destruído; e cairá uma casa por cima da outra.”

Estas palavras de Jesus, nos alerta sobre o perigo da divisão, o que pode acontecer na família, no grupo que participamos…

Uma família, ou um grupo, significa um todo, por isto se torna forte, mas a partir do momento, que essa família ou esse grupo se divide, as duas partes enfraquecem, ao invés de produzirem frutos juntas, passam a serem adversárias, é aí que damos abertura para o mal entrar em nós e estragar a nossa vida!

Muitos de nós trazemos da infância, a figura do demônio, (aquele que divide) como algo feio, hoje, mais amadurecidos na caminhada de fé, temos consciência, de que o demônio não se apresenta assim, pelo contrário, ele se faz sedutor, aparece de forma bonita e sutil para nos atrair!

Todos nós sabemos que o demônio existe e que ele tem poder e que só Deus é mais forte do que ele, por isso, é importante estarmos sempre fortalecidos em Deus, pois somente Nele, conseguiremos vencê-lo!

O mal e o bem estão sempre confrontando dentro de nós, somos nós que escolhemos qual dos dois queremos cultivar! Quando o mal encontra espaço dentro de nós, é sinal de que não estamos alimentando o bem que Deus plantou em nossos corações!

Assim como as plantas bem adubadas, conseguem crescer em meio as ervas daninhas, nós também, quando enraizados em Cristo, conseguimos crescer em meio aos adversários do projeto de Deus!

Estamos vivendo um tempo propício para fazermos uma revisão de vida, uma espécie de faxina geral no coração, para chegarmos livres, para celebrarmos de forma intensa a Páscoa do Senhor Jesus!

É confrontando o nosso comportamento com a palavra de Deus, que vamos aos poucos, nos conscientizando do quanto precisamos mudar! É ajustando os nossos passos nos passos de Jesus, que vamos construindo os degraus que nos levarão a plenitude da vida!

Temos ao nosso alcance um “antídoto” poderosíssimo contra todo tipo de mal, que é JESUS! Configurados Nele, venceremos o inimigo, por mais perigoso que ele seja!

O mal nunca sobreporá o bem, se estivemos sempre embebidos no amor do Pai, na força do Filho, sob a Luz do Espírito Santo.

A atitude dos fariseus naquela época, não difere muito da nossa atitude hoje.

Naquele tempo Jesus operava os milagres no meio do Seu povo, mas os homens não O reconheciam como enviado do Pai e duvidavam do Seu poder. Eles viam os acontecimentos, mas não “enxergavam” o porquê de tantas maravilhas, por isso, diante dos prodígios de Jesus eles se confundiam e atribuíam tudo ao “dedo de Belzebu”, o príncipe dos demônios. Assim, pois, eles tentavam a Jesus e pediam-lhe sinais do céu. A incredulidade encobria os seus olhos!

Diante disto, nós hoje os criticamos por causa da sua “falta de fé”, no entanto, precisamos ter consciência de que também temos dificuldades em admitir o poder de Deus na nossa vida. Da mesma maneira que eles, nós também apreciamos as coisas pelas aparências e com os olhos da “carne”. Somos pessoas questionadoras, intrigantes e não percebemos que os sinais do céu estão presentes nos pequenos e grandes milagres que Deus realiza dentro de nós.

Se parássemos mais para refletir também iríamos ver o “dedo de Deus” agindo em nós a partir do bem que praticamos e vivenciamos.

Como poderemos em nome do mal expulsar o mal?

Se agirmos em Nome de Jesus, as consequências naturalmente serão do bem e não do mal.

O Bem vem de Deus, o mal é decorrência do pecado.

Reconhecer o dedo de Deus nos milagres da nossa vida é também distinguir a chegada do reino de Deus e tê-Lo como nosso guardião e defensor. Precisamos estar atentos às nossas ações para sabermos a quem estamos servindo. Se fizermos o bem para com o nosso próximo, de coração e por amor a Deus, estaremos contribuindo na construção do reino dos céus aqui na terra.

O reino de Deus chega para quem está com Jesus e segue os Seus ensinamentos.

Jesus é o Filho de Deus que veio ao mundo nos ensinar a acolher o amor do Pai a fim de que tenhamos também relacionamentos saudáveis. Aquele que está em paz com os seus irmãos está em paz com Deus e consigo mesmo, por isso sente a presença do reino de Deus.

Deus abençoe você! FIQUE NA PAZ DE JESUS!

Um abraço fraterno, e que tenhamos um abençoado dia na graça do Senhor. Confie em Deus!

Humildemente, seu irmão na Fé, Flávio Eduardo.

Anúncios
Esse post foi publicado em Religião. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s